PUBLICIDADE

Os Encantos da Magia Cigana

Descubra a origem dos ciganos

26 mai 2021 18h02
ver comentários
Publicidade
A origem dos ciganos -
A origem dos ciganos -
Foto: Shutterstock / João Bidu

Existem diversas versões contadas sobre a origem dos ciganos. Porém, o que é mais aceito na história é de que os ciganos vieram do Norte e Noroeste da Índia Antiga, e se espalharam por diversos países, até se espalharem por toda a Europa, onde ficaram conhecidos por diversos nomes como Gitanos, Gypsies, Boêmios, Zíngaros etc.

Sua língua é o romanes ou romani e se subdividem em grupos ou clãs, dentre eles os mais conhecidos são os Kalon, Kalderash, Moldowaia, Sibiaia, Sinti, Lowara, Ronrarano, Matchuaya, Rom etc.

São possuidores de muitas tradições e costumes, eram considerados cidadãos diferentes devido às vestimentas com cores fortes e diferentes adornos que não faziam parte do padrão social. As mulheres eram conhecidas por oferecerem seus serviços de oráculo pelas ruas com cartas e quiromancia. Os homens conhecidos como ferreiros, artesãos e domadores de cavalos.

A Magia dos Ciganos

A magia dos ciganos é extremamente natural, tendo sua base no poder dos quatro elementos: Fogo, Terra, Ar e Água. São conhecedores dos poderes das ervas, das flores, das folhas, da magia dos animais. Grandes dominadores de magias usando o fogo principalmente.

Shuvani ou Chuvihani é a palavra romani que significa Bruxa, tendo como seu par masculino o Shuvano. Dentro da cultura cigana cabe a Shuvani todo o trabalho de cura, magia, cuidados espirituais, ritos de passagem e tudo o que envolve o oculto. Ela é como uma sacerdotisa a qual toda a tribo cigana recorre quando existe algum problema. Elas tanto abençoam como amaldiçoam caso seja necessário. Trabalham com óleos, pós, partes de animais, ervas, unguentos, poções mágicas, chás, garrafadas e muito mais, dominando assim a arte da bruxaria dentro da cultura cigana.

Nem sempre são mulheres ou homens velhos, pois aprendem desde cedo o manuseio da magia logo que a tribo percebe algum dom natural predestinado.

Os Ciganos e o Culto Lunar

A Lua é o astro mais adorado e cultuado desde o tempo de nossos antepassados. É a forma de culto a divindade mais antiga do mundo. Ela representa a magia de ciclos que estamos influenciados diariamente e de tempos em tempos. Em seu aspecto divino a Lua era venerada como a Mãe Divina, e representa a transformação através de suas fases. A lua é venerada pelos ciganos, em especial a fase cheia, quando normalmente realizam grandes fogueiras para grandes celebrações. Eles a chamam carinhosamente de "marinha".

O Altar Cigano

Para quem deseja cultuar a ancestralidade cigana, trabalhar com a magia desse povo ou trazer a vibração desse povo para sua vida, é aconselhável ter um Altar, conhecido popularmente como Altar Cigano.

A palavra altar significa "lugar elevado" onde em determinados momentos paramos e nos dedicamos à nossa espiritualidade e às forças superiores. Nesta local é importante que se tenha os elementos da nossa fé e devoção.

É importante que neste altar seja forrada uma toalha bonita como a pessoa preferir, que representa o manto do altar. Deve-se ter a representação dos quatro elementos, portanto: Castiçal com Vela para o Elemento Fogo, Cálice com água ou vinho representando o Elemento Água, Cristais ou Moedas para o Elemento Terra, Incensos para o Elemento Ar.

Deve-se conter elementos que representem o ancestral ou os ancestrais ciganos que deseja se conectar. Exemplo: tachos, caldeirão, pulseiras, anéis, leques, xales, pandeiros, dados, enfeites, baralhos, punhal ou adaga, imagens ciganas etc. Tudo que mais se aproximar da energia do cigano que desejar acocorar neste altar. Deve ser feito uma pesquisa sobre os gostos do mesmo.

Os Temperos na Magia Cigana

Alecrim para limpeza e caminhos abertos.

Açafrão para atrair prosperidade.

Alho para proteção e limpeza astral.

Canela para prosperidade, paixão e espiritualidade.

Cebola para limpeza e magias de defesa.

Cebolinha para despertar paixão.

Coentro para sexualidade e luxúria.

Cravo da Índia para poder pessoal e dinheiro.

Gengibre energia extra.

Hortelã para expansão e limpeza.

Limão para afastar más energias.

Louro para riqueza e bênçãos.

Manjericão para prosperidade e magias de cura.

Noz Moscada para vidência, espiritualidade e prosperidade.

Pimenta para banir.

Orégano para alegria.

Salsa para atração.

Tomilho para amor.

TEXTO: Sérgio Olens | Terapeuta Holístico e Oraculista

João Bidu
Publicidade
Publicidade