2 eventos ao vivo

A força e o perigo dos "trabalhos" espirituais

15 fev 2017
09h00
  • separator
  • comentários

Nesses muitos anos de exercício de vidência, uma constante indagação é apresentada pelos consulentes das mais diversas condições, sejam sociais, de sexo, de idade, o medo que eles expressam é semelhante em todas as consultas e, posso garantir, está muito mais presente ainda no universo feminino (embora se manifeste também no masculino): os homens expressam as dúvidas e as mulheres o pavor.

A grande questão é: alguém fez uma macumba para mim? Macumba, feitiço, sortilégio, efó, o famoso “trabalho”, qualquer que seja a denominação, ela faz parte dos pesadelos de grande fatia da população, que vive assombrada com medo do invisível.

Obvio que não existem apenas energias benéficas no Universo! Muita energia negativa corre pelo planeta afora e, além dos danos que ela pode causar naturalmente, há um grande número de esotéricos conhecedores do segredo da fórmula de manipulação dessas energias, até que elas possam interferir na vida humana, transformando-a, muitas vezes, num verdadeiro inferno.

Cuide de suas escolhas, porque ao prejudicar alguém você se coloca fortemente na berlinda dos que podem ser prejudicados
Cuide de suas escolhas, porque ao prejudicar alguém você se coloca fortemente na berlinda dos que podem ser prejudicados
Foto: AlexD75 / iStock

Como evitar que um mal-feito interfira na vida da vítima? Como estar protegido dessa invasão que não se pode ver, traiçoeira e perigosa, que consegue até interferir num amor, atrapalhar um negócio, desestabilizar uma família, implicando em problemas de equilíbrio e saúde?

Por que há pessoas que essa negatividade alcança, enquanto muitas outras passam incólumes? Se o ser perseguido estiver em dia com suas “contas cármicas”, se não apresentar grandes desvios de comportamento, se nunca atingiu ninguém de forma prejudicial (puxando o tapete, tomando algo precioso), é quase impossível que uma força maligna possa alcançá-la.

Como ocorre nas doenças materiais, aqueles que têm uma imunologia mais elevada, estão melhor protegidos; enquanto outros logo caem da cama ao contato com qualquer mínima e fraca bactéria.

Assim também a alma. Se ela está preservada nas boas atitudes, não tendo se valido nunca de escolhas traiçoeiras ou prejudiciais, não oferece abertura para a entrada de maus fluídos, pois esses cuidados garantem sua integridade, como uma espécie de imunologia.

Atenção, pois é preciso cuidar de suas escolhas, porque ao prejudicar alguém você se coloca fortemente na berlinda dos que podem ser prejudicados. Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui.

Veja também

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade