1 evento ao vivo

Você pode mudar sua vida pela preparação da sua mente

O que você vive hoje é apenas o resultado de pensamentos e sentimentos do passado

29 jan 2019
09h00
  • separator
  • comentários

Em nosso cérebro se abriga um pequeno órgão, com pouco mais de 7 gramas, que é o centro de abastecimento de nossos pensamentos e sentimentos: o hipotálamo, que governa todas as glândulas produtoras de hormônios no corpo. Ele também contata e comanda a comunicação, o controle e a integração das funções de cada célula, cada órgão e cada sistema dentro do corpo.

O que você vive hoje é apenas o resultado de pensamentos e sentimentos do passado
O que você vive hoje é apenas o resultado de pensamentos e sentimentos do passado
Foto: iStock

O mais curioso e alentador é que podemos controlar esse órgão através de nosso pensamento. Ele é uma fábrica de substâncias responsáveis pelas emoções, os peptídeos, uma sequência de aminoácidos e nós montamos, através desses peptídeos, nosso estados emocionais.

Nosso corpo possui substâncias para a raiva, a tristeza, a depressão, o medo, o desejo, a vitimização, a violência, a abnegação, o autossacrifício, etc. Portanto, devemos estar atentos aos nossos estados emocionais para a construção de pensamentos mais eficazes. Esse é o nosso primeiro grande trabalho e posso afirmar, o mais difícil, pois as emoções costumam comandar nossas vidas. Mas não devemos desanimar diante das dificuldades.

Toda célula de nosso corpo possui alguns receptores em sua superfície, como uma fechadura — o peptídeo se conecta à célula como uma chave que entra nessa fechadura e envia um sinal à célula. Ous seja, as células recebem o peptídeo correspondente à determinada emoção.

O que precisamos fazer, é abandonar sentimentos negativos do passado, pois eles não devem fazer mais parte de nossas vidas no momento presente. O que você vive hoje é apenas o resultado desses pensamentos e sentimentos do passado.

Devemos olhar com mais consciência e seriedade para o que podemos nos tornar e acreditar que nossos pensamentos e comportamentos podem ser transformados; e isso depende somente de nós. Se não deixarmos o passado para trás, continuaremos a carregar emoções que a ele pertence e continuaremos a construir a mesma realidade.

Cada célula de nosso corpo possui consciência e conhece sua função, seu destino, o que deve fazer. Ela é a menor unidade de consciência do corpo. Ela diz ao cérebro qual substância deve produzir, o cérebro por sua vez recebe a mensagem, vai ao seu arquivo até uma situação passada e mostra as imagens ao lobo frontal.

Esse é o mecanismo do vício: um padrão criado a partir de um acontecimento e/ou sentimento.

Devemos transformar nossos padrões de repetição para criarmos uma nova realidade. Viver novas situações, novos sentimentos, nos abrir a novas oportunidades. Para que isso aconteça devemos mudar a química do nosso corpo e consequentemente a rede neural, as sinapses e isso significa mudar nossa identidade; mudar a forma que agimos, reagimos e interagimos com o mundo.

Quanto mais repetimos o vício, menos endorfinas fabricamos e mais presos ficamos em antigos padrões. Na verdade, o pensamento unido à emoção cria a sua realidade.  

Quando mudamos um padrão de funcionamento, estamos nos reconectando com novos conceitos, uma nova identidade está sendo criada. Dessa maneira, tomando o controle de parte de nossa mudança em nossas mãos, recuperamos nosso poder pessoal. A cada sucesso no passo que damos na direção das mudanças, mais forte e otimistas nos tornamos.

A partir do primeiro passo, nos conectamos aos nossos melhores sentimentos e começamos a acreditar que podemos, porque realmente podemos. 

Quando mudamos nossas mentes, nossos sentimentos, mudamos nossas escolhas e, se mudamos nossas escolhas, transformamos nosso destino.

Veja também:

 

Fonte: Eunice Ferrari
  • separator
  • comentários
publicidade