0

Astrologia: o que o céu do mês mostra para março

1 mar 2019
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Começa março e já no primeiro dia Vênus caminha através de Aquário, signo de ar, tornando-nos mais abertos, sociáveis, simpáticos e comunicativos. Vênus, a deusa do amor e dos relacionamentos, caminha com liberdade, sem nada que a possa oprimir ou reprimir. Estaremos mais leves e alegres, depois de algumas semanas de interiorização, resultado da passagem de Vênus por Capricórnio e sua visita a Saturno e Plutão no mesmo signo.

 Astrologia: o que o céu do mês mostra para março
Astrologia: o que o céu do mês mostra para março
Foto: iStock

No dia 05, a Lua começa um novo ciclo, entra na fase Nova em Peixes. Ela chega unida a Netuno e em ótimo aspecto com Marte em Touro e Saturno e Plutão em Capricórnio, marcando o início de um período de aceleração e concretização de projetos, pessoais e profissionais. Mesmo que exista uma ponta de necessidade de estarmos em contato mais profundo com nossa sensibilidade e espiritualidade, existe algo que nos traz à realidade, impedindo a entrega espiritual.

No dia 06, na porta de entrada de Áries, aos 29 graus e 33 minutos de Peixes, Mercúrio começa seu movimento retrógrado e começam algumas confusões e mal entendidos junto com ele. Mercúrio em Peixes não transita muito bem pelos processos lógicos, típicos de Mercúrio. Em Peixes, ele pede subjetividade, maior contato com as emoções e romantismo, especialmente com as palavras. Mercúrio em Peixes não quer saber de intelecto, mas de processos mentais mais profundos. 

No mesmo dia 06, Urano retorna a Touro, onde esteve por alguns meses em 2018, movimentando a vida de taurinos e taurinas, escorpianos e escorpianas, leoninos e leoninas e aquarianos e aquarianas. Todos seremos influenciados por essa intensa mudança de energias, pois tudo o que diz respeito à vida material, econômica e sensual, passa por um processo de mudanças rápidas, muitas vezes drásticas, que nos impacta até 2026. Os 4 signos que serão mais impactados por Urano, são todos signos fixos, que normalmente não gostam muito de mudanças, mas meu conselho é: sigam o fluxo, não resistam. Deixe a vida apontar para os novos caminhos.

Por volta das 19 horas do dia 20, abrimos os braços para o início do novo ano astral, regido por Marte e Ogum, deuses conhecidos de guerra, afirmação e sensualidade. Com Urano em Touro e um ano regido por Marte, devemos sim cuidar mais de nossos pensamentos e emoções, cuidar de nosso planeta, pois infelizmente ele ainda se encontra nas mãos de pessoas pouco confiáveis e usurpadoras. Urano em Touro é um posicionamento astrológico perigoso para guerras, assim como um ano regido por Marte traz a energia da guerra em todos nós. Todo cuidado é pouco e, individualmente, cada um deve fazer sua parte para que grandes ou pequenas guerras não sejam deflagradas.

No mesmo dia 20, a Lua continua seu ciclo, entra na fase Cheia em Libra, chega em tenso aspecto com Quíron e com alguma proximidade positiva de Saturno, Plutão e Marte, indicando dias de finalizações importantes e preparação para o novo ciclo astrológico, voltado para a consciência de si e os relacionamentos, dando-se o peso necessário a cada uma das áreas. É preciso equilíbrio.

Além dessas energias, Saturno e Plutão começam a caminhar de mãos dadas, o que pode derrubar nossas energias, nos arremessando a nossos infernos pessoais, que devem ser conhecidos e decifrados para que as provações sejam minimizadas. Começamos um período mais difícil, em que a força pessoal e coletiva deve aumentar.

No dia 26, Vênus deixa Aquário e começa sua caminhada através de Peixes e o sentido de humanidade e caridade ficam mais aflorados em todos, a gentileza e o acolhimento ganham força e os corações de toda humanidade fica mais aberto. Vênus em Peixes é o símbolo da redenção, do auto sacrifício, da ajuda comunitária, do desejo de alegrias e bem para todos. A espiritualidade ganha força, assim como o espírito humanitário. 

No último dia do mês, Marte deixa Touro e começa sua caminhada através de Gêmeos, um signo de ar. Deixamos para trás o peso da terra e começamos a nos movimentar com mais leveza, tanto física quanto intelectualmente. A agressividade diminui e aumenta a inteligência. Deixamos o modo prático de existência ou sobrevivência para um mais dinâmico e criativo.

Um mês denso e, possivelmente cheio de entraves nos espera. Meditar, praticar atividades que unam mente e corpo, podem ser de grande valia para todos nós. 

Veja também:

 

Fonte: Eunice Ferrari
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade