1 evento ao vivo

Horóscopo

Saúde e bem-estar: vidente mostra o papel da espiritualidade

FotoMaximum / iStock
3 abr 2017
14h48
  • separator
  • comentários

Não dá para construir sobre uma base que não é sólida. Cedo ou tarde a coisa toda desaba. Assim a estruturação de nossa saúde deve respeitar a seguinte hierarquia: o bem-estar do corpo se apoia no mental, que, por sua vez, deve estar calçado no mais profundo dos alicerces, o bem-estar espiritual.

Nos últimos anos, enormes mudanças no estilo de vida remodelaram drasticamente nosso entendimento do conceito de bem-estar. “Saudabilidade” se tornou um ideal muito forte.

Hoje as preocupações com o bem-estar se destacam por todos os lados: na alimentação, no sono, na atividade física, no turismo, no lazer, nos tratamentos de beleza, no trabalho, nos relacionamentos interpessoais, na ginástica, nos hábitos do dia a dia, na atenção com as doenças (tabagismo, obesidade, hipertensão, problemas cardíacos, diabetes, etc.), no combate ao estresse da vida moderna.

A expressão bem-estar passou a nos remeter a um amplo pacote de produtos e serviços que, ligados ao corpo ou ao psicológico, são oferecidos para prevenir doenças e fortalecer as pessoas. Nos Spas, nas propostas de medicina alternativa, nas massagens, nas aromaterapias, nas saunas e pedras quentes, nas meditações, nas dietas etc. Corpo e mente devem ser trabalhados. Sem dúvida, trata-se de algo importante: é ótimo que todos se cuidem melhor.

Minha questão, contudo, vai além. Sem diminuir a importância do excesso de gordura e de sal na alimentação, sem minimizar o crescente ritmo de trabalho que nos colheu como um furacão, destaco – já que essa é minha prática profissional –, atentamente, a importância fundamental da espiritualidade.

Sem equilíbrio espiritual, fica bloqueada a abertura para harmonizar os afetos e emoções (dimensão psicológica), e, sem serenar a mente, não se consegue resultados no nível corpóreo.

Dou um exemplo bastante simples. A maioria das pessoas não consegue perder peso. Poderiam passar numa boa, sem tragédia, na base do iogurte, salada, grelhadinho, wraps e chá. Mas, quando a mente está borbulhando, pingando ansiedade, fica difícil não explodir e atacar aquela barra de chocolate ou pacote de batatinhas fritas.

Como fazer então? Como avançar? Equilibrar a espiritualidade para que a mente possa serenar. Muita gente precisa mais de Zen do que de Goji Berry, precisa mais de uma vivência espiritual profunda, ordenadora dos carmas, do que do kit de shake e pílulas.

Busque seu bem-estar no corpo, na mente, mas não se esqueça da força maior, a paz espiritual. Sem ela, as investidas para uma vida melhor estão fadada ao fracasso. Com ela, os caminhos e trilhas ficam bem mais leves.

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui.

Veja também

Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade