PUBLICIDADE

O que a Astrologia Chinesa ensina sobre a virada de ano

O Ano Novo Chinês não começa na mesma data em que comemoramos aqui no Ocidente e tem uma forma bem diferente de celebrar o término do ciclo

29 nov 2023 - 15h55
Compartilhar
Exibir comentários
Astrologia Chinesa ensina sobre a virada de ano
Astrologia Chinesa ensina sobre a virada de ano
Foto: Pexels / Personare

Muitas pessoas têm curiosidade e gostam de se informar sobre as previsões e o Horóscopo Chinês. Então, na medida em que vamos nos aproximado do 1º de janeiro, a busca para saber sobre o Ano Novo Chinês aumenta. 

No entanto, ele não começa na mesma data em que comemoramos aqui no Ocidente e tem uma forma bem diferente de celebrar o término do ciclo.

Pensando nisso, te contamos neste artigo o que a Astrologia Chinesa ensina sobre a virada de ano.

Como a Astrologia Chinesa encara os ciclos

A tradição cosmológica e filosófica chinesa considera os fenômenos da natureza, como as estações do ano e as fases da lua, como fatores determinantes para iniciar ou terminar um ciclo. 

Por isso, esse momento deve ser encerrado com todo o cuidado e atenção, assegurando que a transição para um novo ano ocorra de maneira fluida e otimizada.

A própria passagem de tempo e as experiências dos ciclos vividos têm uma de suas raízes na China Antiga, reconhecida como o berço mundial da seda.

Surpreendentemente, a invenção da seda não é importante apenas para o vestuário. Também é pela profunda reverência a um culto primitivo: o ciclo do bicho-da-seda e suas transformações.

A relação da seda com a passagem do tempo

Há mais de 5 mil anos, os chineses domesticaram o bicho-da-seda selvagem, cujo fio foi utilizado como matéria-prima na confecção dos tecidos de seda. 

Mas a metamorfose do bicho-da-seda levou os antigos chineses a refletirem sobre o ciclo vital de todas as coisas, compreendido da seguinte forma:

  • O ovo simboliza a gênese da vida.
  • A germinação da larva representa a vida em puro devir.
  • A pupa, quando a lagarta constrói seu casulo para completar seu desenvolvimento, é interpretada como a conquista da vida em sua forma mais primitiva.
  • A transformação final da pupa numa mariposa em voo simboliza o destino da alma após a morte.

Essas metáforas encapsulam uma visão poética e filosófica do ciclo da vida, refletindo-se também nas coisas do mundo e nos fenômenos naturais entre o céu e a terra. Revelando a filosofia chinesa de união entre a natureza e o homem.

A civilização antiga nos legou uma sabedoria rica e cheia de vida. Infelizmente, muitas vezes, esquecida em meio aos avanços tecnológicos que enferrujam nossos sentimentos e potências naturais. 

Contudo, ainda podemos recorrer a algumas referências dessa antiga sabedoria, como a Astrologia Chinesa, para compreender a leitura de energia de cada ciclo de maneira mais coerente com nossa natureza.

O que a Astrologia Chinesa ensina sobre a virada de ano

As técnicas astrológicas oferecem diversas bases de leitura cosmológica, alinhadas com a visão oriental chinesa. 

Mesmo sendo um conhecimento ancestral, a Astrologia Chinesa permanece conectada com a vida moderna. Especialmente quando se trata da chegada de um novo ano que influencia tanto as pessoas quanto suas crenças e valores.

A tradição do olhar oriental chinês leva em conta o processo contínuo das coisas. Incorpora a visão das energias complementares Yin e Yang que permeiam o universo.

De fato, há uma continuidade entre o dia e a noite, uma polaridade constante de temperatura entre quente e frio, assim como a luz e a escuridão. 

Sem dúvida, estes são aspectos da cosmologia chinesa que enriquecem grandemente o modo de enxergarmos o mundo. Assim, nos aproximarmos da natureza, com mais sensibilidade e, quem sabe, nos identificamos mais em cada processo vivido.

O post O que a Astrologia Chinesa ensina sobre a virada de ano apareceu primeiro em Personare.

Adriana Di Lima (adrianadilima@gmail.com)

- Professora e Consultora de Feng Shui e Astrologia Chinesa, agrega a Medicina e a Sabedoria Oriental Chinesa em atendimentos.

Personare
Compartilhar
Publicidade
Publicidade