0

Magia: a força do pensamento para materializar desejos

Aprenda como usar do pensamento positivo para realizar seus desejos

10 fev 2021
12h05
atualizado em 12/2/2021 às 16h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Aprenda como usar do pensamento positivo para realizar seus desejos -
Aprenda como usar do pensamento positivo para realizar seus desejos -
Foto: Foto de Nycolle Suabya no Pexels. / João Bidu

Ao contrário do que muitos imaginam, a magia e os feitiços não estão relacionados a poderes mágicos, como aparece em filmes ou seriados. Esses fenômenos estão ligados à força do pensamento de cada um, então podemos utilizar nossas forças mentais para atingirmos qualquer objetivo materializando nossos desejos.

A magia pode ser utilizada por meio de palavras, ações e pensamentos. Ou seja, qualquer pessoa pode realizá-la. Contudo é preciso ter, antes de mais nada, concentração e muita fé em seu desejo. Só assim, você poderá dar forças necessárias para que ele se realize.

Orações, demonstrações de carinho, amuletos e rituais são também outras maneiras de colocar a magia em ação. Por isso, pense positivo e coloque em prática o método que mais gostar.

Preparação e resultados da magia

O principal ingrediente para praticar a magia é o pensamento positivo. Mas não se engane: isso não é tão fácil quanto parece, já que a mente é capaz de absorver todas as ideias, sejam elas negativas ou positivas. Por isso, o primeiro passo para afastar a negatividade é mentalizar coisas boas: lugares maravilhosos, memórias agradáveis, pessoas que você ama e ações do bem.

Quanto mais desejar ações positivas, mais atrai boas energias para sua vida. Por outro lado, se esperar que algo ruim aconteça com outras pessoas, o efeito também será o mesmo. Então, é preciso sempre ter cuidado com o que se deseja, pois o dobro poderá vir para você em algum momento.

+Inscreva-se no Clube João Bidu e receba conteúdo exclusivo! Basta baixar o app do Telegram no seu celular e entrar neste Link!

Veja também:

Previsões dos signos: Amor em tempos de pandemia
João Bidu
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade