0

Feng Shui: cuide da energia do quarto do seu bebê e filhos

11 out 2019
09h00
atualizado às 16h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Quem é mãe e pai já passou por esta sensação de preocupação com a saúde e bem estar dos filhos, em qualquer idade. O ditado “Orai e Vigiai” cabe muito bem para os pais sempre.

Foto: iStock

E como entender a preocupação com a energia que envolve os filhos? Como explicar? O Feng Shui entende e explica.

Leia esta pergunta de uma mãe supersensível e antenada na saúde energética em volta da criança:

"Sinto que algo de errado está acontecendo com o meu bebê. Ela tem dez meses e está muito agitada. Algo na minha casa ou no lugar onde ela passa o dia todo a está incomodando. Será que é alguma energia negativa?"

Provavelmente, sim.

Até uns 7 anos, as crianças são muito frágeis e captam com facilidade as energias do ambiente. Qualquer mudança no equilíbrio energético já pode afetar um bebê ou criança. A forma que o pequeno terá de alertar os pais será por meio do choro, da mudança de humor, da agitação ou até quando fica quieto demais.

Vou relatar, em seguida, alguns problemas que podem deixar seu filho incomodado e algumas soluções. Obviamente, são orientações gerais, pois há muitos pontos a serem analisados - e, em algumas situações, é necessário um estudo mais aprimorado das energias.

- Posição de berço ou cama: evite que o berço fique na frente da porta do quarto. Nesta posição, o berço estará exposto a muito mais energia e, certamente, deixará o bebê agitado e nervoso. O que fazer? Mudar o berço de local. Certifique-se, porém, de que não seja mudado para a parede em que estão encanamentos que são "ladrões" de energia.

- Suíte: se o quarto do bebê for uma suíte, mantenha a porta do banheiro sempre fechada, para evitar o "roubo" de energia positiva do bebê e do quarto.

- Prateleira ou armário sobre o berço: evite colocar móveis sobre o berço. Prateleiras e armários, por exemplo, provocam muita pressão energética, atrapalhando o sono e o humor do bebê.

- Pintura: cuidado com o excesso de cores quentes e vibrantes no quarto do bebê. Vermelho, laranja e amarelo-ovo são tonalidades muito agressivas para uma criança. O mesmo vale para cores muito escuras, como marrom, preto e azul escuro. Cores assim deixam o ambiente pesado e triste.

- Bagunça em excesso: ambiente bagunçado é sinônimo de energia estagnada e negativa.

- Ambiente negativo: se o ambiente estiver muito pesado, uma boa limpeza energética semanalmente será saudável para o imóvel e as pessoas que vivem no local, o que inclui o bebê.

- Visitas negativas à casa: parece exagero ne? Mas, não é. Esta na hora de fazer uma peneira das pessoas que frequentam sua casa regularmente. Fazer uma avaliação do que ocorre na sua casa, do que falam na casa e que tipo de energia que as pessoas deixam na sua casa. Pessoas positivas vão deixar sua casa bem legal na energia. Pessoas negativas e ruins, deixaram sua casa bem negativa.

- Purifique o quarto e casa: borrife todos os dias no quarto do bebê, quando ele não estiver, uma mistura de água + alfazema (uma colher de sopa) + água benta (uma colher de sopa). Essa mistura é muito boa para acalmar o ambiente.

- Energia dos pais: cuidado. Muitas vezes, um bebê é muito agitado, porque seus pais são muito agitados. Fique de olho também na energia das babás ou das pessoas que tomam conta da criança.

Ficou com dúvida ou pergunta? Quer saber mais sobre o trabalho de Franco Guizzetti? Orientação Pessoal, Tarot, Feng Shui, Hipnoterapia e Coaching Holístico? Valores dos Atendimentos? Entrar em contato com ele, franco.guizzetti@terra.com.br.    
Siga nas redes sociais 
Visite nosso canal no YouTube

Franco Guizzetti Franco Guizzetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade