4 eventos ao vivo

É agindo que as mudanças acontecem

8 mai 2019
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Existem algumas terapias, especialmente no Oriente, que partem do princípio que devemos aceitar nossos sentimentos e pensamentos, sem tentar controlá-los e agir. Somente dessa maneira conseguimos promover mudanças em nossas vidas. 

É agindo que as mudanças acontecem
É agindo que as mudanças acontecem
Foto: iStock

Devemos aceitar nossas emoções e agir. Dessa maneira, nos encontramos com novas emoções a partir das ações que praticamos. Aprendemos essas novas emoções por meio da experiência e da repetição.

A aceitação natural de nossos desejos, ansiedades, medos e preocupações e relaxar, faz com que eles percam a força que, normalmente adquirem quando lutamos contra eles.

Segundo a terapia Morita, criada por Shoma Morita, psiquiatra e zen budista, existem alguns princípios que devemos seguir para encontrar paz de espírito e equilíbrio. São eles:

  1. Aceitar nossos sentimentos.
    Se você tiver pensamentos obsessivos, não deve lutar contra eles, não deve tentar controlá-los nem desfazer-se deles. Quando tentamos controlar algo, essa coisa se torna maior e mais forte. No zen budismo existe uma citação: "Se tentarmos eliminar uma onda com outra de forma contínua, criaremos um mar infinito de ondas." Os sentimentos não são criados por nós, eles vêm até nós e por isso devemos aceitá-los e observá-los. O monge vietnamita Thich Nhat Hanh dizia: "Oi solidão, como está hoje? Vem, senta aqui comigo e cuidarei de você".
     
  2.  Fazer o que precisa ser feito.
    Concentre-se no presente e, se estiver sofrendo, aceite esse sofrimento. E sobretudo, evite racionalizar a situação. Você precisa apenas ter estrutura emocional para suportar suas emoções. Se precisar da ajuda de um profissional neste momento, não hesite em procurar. Você precisa viver o presente e entregar-se a ele. Você deve viver suas próprias experiências e agir. Agindo, você vai começar a encontrar o equilíbrio a partir de suas próprias experiências. 
     
  3. Descubra seu propósito de vida.
    Não podemos controlar nossas emoções, mas podemos escolher as ações que executamos todos os dias. Por isso devemos sempre nos perguntar: O que preciso fazer agora? Que atitude devo tomar agora? Nesse tipo de terapia, deve-se ter coragem de olhar para dentro de si mesmo e descobrir o que me torna mais feliz e realizado, de fato.

Veja também:

A relação entre banho quente e o combate à depressão, segundo a Ciência

 

 

 

Fonte: Eunice Ferrari
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade