PUBLICIDADE

Dia de São Longuinho: 5 curiosidades sobre o santo

Confira alguns fatos populares sobre o padroeiro das coisas perdidas.

15 mar 2023 - 13h00
(atualizado às 14h54)
Compartilhar
Exibir comentários
São Longuinho é o santo padroeiro das coisas perdidas
São Longuinho é o santo padroeiro das coisas perdidas
Foto: Hurygato | Shutterstock / Portal EdiCase

Em 15 de março, é celebrado o Dia de São Longuinho. Conhecido por ser um homem que viveu durante o século I e que estava presente na crucificação de Cristo, é bastante aclamado pelos fiéis que perdem objetos e precisam recuperá-los. "São Longuinho, São Longuinho, se me ajudar a achar (nome do item,) eu te dou três pulinhos".

São Longuinho é um dos santos populares em muitos países do Oriente e do Ocidente e está presente em diversas passagens bíblicas relacionadas à Paixão de Cristo. Retratado em diversas obras artísticas, ele é amplamente conhecido, mas muitos desconhecem a sua história. Por isso, confira, a seguir, 5 curiosidades sobre o protetor dos esquecidos. Veja!

1. Origem do nome São Longuinho

Apesar de não haver registros bíblicos do nome de Longuinho, diversas crenças populares dizem que ele se chamava Cássio e que Longinus era o nome do cargo que ele ocupava, segurando as lanças durante os martírios. Ou seja, ele teria trabalhado como soldado centurião e seria um dos responsáveis por perfurar o corpo de Jesus com uma lança.

2. Primeiro homem a reconhecer o filho de Deus

Ainda que não exista comprovação histórica da associação de São Longuinho ao soldado romano, a crença ao santo diz que: após perfurar Jesus com uma lança, Longuinho recebeu um jato de sangue em seus olhos e, no momento, o seu problema de visão foi resolvido. Foi então que ele percebeu que aquEle era o filho de Deus.

"Mas Jesus, com um alto brado, expirou. E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo. Quando o centurião que estava em frente de Jesus ouviu o seu brado e viu como ele morreu, disse: Realmente este homem era o Filho de Deus!" (Marcos 15:37-39).

Dar três pulinhos para encontrar objetos perdidos faz parte da crença dos fiéis
Dar três pulinhos para encontrar objetos perdidos faz parte da crença dos fiéis
Foto: Evgeny Atamanenko | Shutterstock / Portal EdiCase

3. Ligação com as coisas perdidas

São Longuinho é conhecido por ser o santo dos esquecidos. Porém, assim como o nome dele, a crença sobre os três pulinhos também não é comprovada. No entanto, existem duas versões populares sobre a origem do fato. A primeira diz que, enquanto estava no exército romano, Longuinho vivia em festas e, por ser baixinho, sempre encontrava objetos perdidos e devolvia aos donos. Já a segunda explica que São Longuinho tinha um problema na perna e, por conta disso, as pessoas realizam homenagens a ele pulando com uma perna só.

4. Devoção popular

São Longuinho é um dos santos mais populares no Brasil. Devido a isso, muitas pessoas são devotas a ele e guardam, em casa ou nos carros, sua imagem, crendo que o santo possa ajudá-las a encontrar objetos perdidos em momentos de aflição.

5. Festa de São Longuinho

No município de Guararema, na cidade de São Paulo, é comum que seja realizada uma festa em homenagem ao santo. A comemoração, neste ano, já está em sua 21º edição e conta com procissões, missas e diversos atrativos gastronômicos.

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade