6 eventos ao vivo

Esotérico

Amar sem se anular é mais do que obrigação, diz vidente

anyaberkut / iStock
22 jan 2018
12h00
  • separator
  • comentários

As pessoas em geral procuram emoções e circunstâncias afetivas que as envolvam em grandes histórias de amor, recheadas de encontros em que se abraçam corpo e alma. Parece ser uma necessidade humana essa de se jogar de cabeça numa relação romântica, com a mesma expectativa de quem salta, em companhia de uma ilusão suave, num colhão acolhedor.

Muitas vezes, porém, é queda em abismo. O pouso, longe de ser leve, macio e confortável, estraçalha. Isso ocorre sempre que as próprias vontades e necessidades individuais são anuladas; para servir ao ser amado, como se esse fosse mais importante do que nós mesmos.

Quando não gostamos das situações que nossas vivências oferecem, quando não suportamos as circunstâncias a que estamos expostos no cotidiano, procuramos escapar, nos afastar de nossa bruta realidade, ansiando aventuras que levem o coração a bater mais forte, as pernas a bambearem, a garganta secar. Queremos nos dedicar, numa entrega plena e irrestrita, ao ser amado.

Estamos embriagados de paixão. As pupilas dilatam, as mãos tremem e tudo o que importa é essa nova realidade, que nos anestesia para as diversas dificuldades, os desafios e complicações da vida.

Enganosamente livres dos nossos problemas particulares, colocamos, ingênuos e felizes, o pé na armadilha: o convívio com esse ser tão amado que, de repente, vale mais do que tudo para nós – mais do que família, amigos, trabalho e até mesmo filhos.

Se você se identificou com o panorama que indiquei nas linhas acima, atenção, cuidado, você está em risco e perigo. Por quê? Ora, você está passando uma procuração de vida, deixando que outra pessoa se torne Senhor Absoluto de suas decisões.

Consiga já sua vida de volta! Recupere imediatamente para si o que de direito lhe pertence: você mesmo! Perceba que esse movimento de completa doação acaba produzindo mais carência, fragilidade, incapacidade de seguir com autonomia.

Exagero e cúmulo de paixão, além de sufocar quem recebe tamanha dedicação, gera desequilíbrios, deixando a porta escancarada para possíveis abusos e malefícios de muitos tipos. Não faça isso com você. Consiga sua vida de volta, agarre forte e não torne a ceder.

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui .

Veja também

'Devo minha vida a ele', diz paciente de transplante de pele inédito entre gêmeos
Fonte: Marina Gold

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade