12 eventos ao vivo

Marte começa o movimento direto em Áries e caminhos se abrem

Marte tem a ver com vontade, com uma agressividade construtiva, com a capacidade de enfrentamento e superação, seguida de transformação

12 nov 2020
09h00
atualizado às 12h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Neste sábado, 14/11, Marte se prepara para o movimento direto e no domingo, começa a caminhar em sua velocidade normal aos 15 graus de Áries. E começa ainda sem a pressão de Júpiter, Saturno e Plutão, que ainda estão agindo sem dó nem piedade no último decanato de Capricórnio. No entanto, a partir do dia 02, o nosso planeta vermelho, que traz em si o arquétipo da guerra, da conquista e da agressividade, começa a receber novamente a pressão de Plutão e alguns dias depois, de Júpiter e Saturno, o que pode indicar dias de energias intensas, que todos devemos tomar muito cuidado. O coronavírus tende a se espalhar e provocar mais contaminações e mortes, portanto, todo cuidado é pouco nesse período, que vai até o dia 16/12.

Marte começa o movimento direto em Libra e caminhos se abrem
Marte começa o movimento direto em Libra e caminhos se abrem
Foto: ANSA / Ansa

Marte tem a ver com nossa agressividade e capacidade de conquista e, enquanto retrógrado, além de impedir que nossos projetos, pessoais e de trabalho, caminhassem sem obstáculos, diminuiu nossa energia vital, arrancando de nós nossa força. Marte retrógrado trouxe atrasos, mal entendidos, confusões, pessimismo, falta de coragem, dúvidas, além de outros estados de espírito. Com Marte caminhando em movimento direto, ganhamos de volta nossa força e nos encorajamos a lutar pelo que desejamos, ou melhor, pelo que queremos, pois nossa vontade é mobilizada. Vamos lembrar que vontade é diferente de desejo. Desejo normalmente existe por algo que nos traz satisfação imediata. Vontade é uma grande força que reside em nós e tem a ver com a construção de nossas vidas. É como uma força suprema do Universo que existe em nós.

Marte tem a ver com vontade, com uma agressividade construtiva, com a capacidade de enfrentamento e superação, seguida de transformação.

Nossa determinação nasce da vontade e nos transforma em causadores e construtores de realidades. Sem vontade não somos nada, não construímos nada, apenas caminhamos como marionetes controladas por um destino sem forma. A vontade brota da consciência de onde queremos chegar, do que queremos conquistar, da consciência de nossos objetivos.

Marte retrógrado nos tolheu essa vontade objetiva, a clareza de onde queremos chegar. Por isso a impotência tem a ver com Marte retrógrado, que é a sensação de que não temos força para agir e transformar.

Com Marte em movimento direto domiciliado em Áries, viveremos sua força em sua plenitude, o que pode ser muito perigoso. Estaremos mais agressivos e destrutivos, se inconscientes dos nossos objetivos. A intolerância e a impaciência são também características de Marte, portanto, precisamos exercitar nossa capacidade de suportar algumas situações e pessoas, literalmente, aumentar nossa carga para aguentarmos e controlarmos nossa vontade de explodir e chutar tudo para o alto.

Quando pressionado por 3 planetas poderosos como Plutão, Saturno e Júpiter, a necessidade de controle aumenta ainda mais. Plutão é um planeta que rege a coletividade, portanto, quando Marte é pressionado por Plutão em um tenso aspecto, envolvendo o signo de Capricórnio, podemos esperar pela quebra definitiva de algumas estruturas, que podem ser estruturas físicas ou mesmo algumas instituições. Os terremotos são regidos pela tensão Plutão/Marte.

Um Marte em movimento direto, certamente é melhor que um Marte retrógrado, pois com ele direto, temos energia suficiente e clareza para agir e reagir, mas, com ele em Áries, podemos estar tão reativos, que perdemos a capacidade de refletir, de pensar. Marte é o regente natural de Áries, no entanto, na astrologia esotérica, o regente de Áries é Mercúrio, o deus da comunicação, dos processos mentais e intelectuais, do pensamento lógico e das conclusões reflexivas, o que nos levar a entender que, se fizermos um trabalho de contenção da impulsividade e, numa escala superior de compreensão racional de uma situação específica, podemos evitar muitos problemas.

Portanto, manter o controle sobre nossos impulsos pode ser renovador e evitar situações das quais podemos nos arrepender em seguida.

Este fim de ano pode ser bastante difícil com a tensão que Marte vai sofrer, mas com um Marte em Áries e pressionado por Plutão e Saturno em Capricórnio, não poderíamos esperar por um fim de ciclo diferente. Mais uma vez, o que o Universo nos pede é consciência do poder destrutivo que existe em nós e que construímos em nosso entorno. Está mais do que na hora de desativarmos essa bomba. 

Veja também:

Tender recheado de Natal
Fonte: Eunice Ferrari
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade