0

Como você lida com suas emoções?

14 fev 2019
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

A cada pesquisa feita, chega-se à conclusão que a maioria das pessoas lida rigidamente com suas emoções, que não possuem quase nenhuma agilidade emocional. Lidar rigidamente com as emoções, quer dizer: ficar preso a pensamentos, sentimentos e comportamentos que não têm nenhuma utilidade para mim.

Como você lida com suas emoções?
Como você lida com suas emoções?
Foto: iStock

Normalmente, o vício de ficar preso em pensamentos e sentimentos, na psicologia, está relacionado com o conceito de obsessividade, que na verdade, está associado a uma série de problemas psicológicos, hoje muito comumente, com a depressão e ansiedade. 

A agilidade emocional, ou seja, a capacidade de ser flexível com nossos pensamentos e sentimentos e reagir com certa tranquilidade a situações, especialmente os imprevistos em nosso dia a dia, é a chave que precisamos ter em nossas mãos para alcançarmos o sucesso que pretendemos. 

Veja bem, possuir uma boa agilidade emocional, nada tem a ver com controlar pensamentos e sentimentos, mas ter flexibilidade. Por exemplo: hoje em dia, existe uma ditadura da felicidade, do pensamento e dos sentimentos positivos, do perdão, da alegria constante. Muitas pesquisas apontam que, se você simplesmente tentar mudar um pensamento sem ter consciência do sentimento e das emoções que as produziram é uma grande perda de tempo e pior, é contraproducente. 

Agilidade emocional tem a ver com a capacidade de relaxar, de se acalmar diante de situações mais difíceis e de dar um sentido à vida. Você escolhe como vai viver sua vida e responder às suas emoções e pensamentos. Escolher como construir e levar uma vida significativa, deve ser seu maior propósito. Depois da escolha, vem o treino, a construção dos hábitos diários que o leva ao objetivo escolhido. 

Existe sempre um espaço, entre os estímulos que recebemos e as respostas que damos a eles e é nesse espaço que se encontra nosso crescimento e liberdade. Quando você se conscientiza desse espaço, você adquire consciência de como se sente; é aí que você vai fazer sua escolha, vai escolher o que vai fazer desse sentimento.  

A agilidade emocional é útil para o controle de problemas como a ansiedade, as transições de vida, a uma auto imagem negativa, a procrastinação, a dor, as perdas, a angústia, as aflições e a tudo o que pode gerar maior dificuldade em sua vida.

As pessoas emocionalmente ágeis são dinâmicas e possuem flexibilidade ao lidar com nosso complicado mundo moderno, com as milhares e até mesmo milhões de informações que nosso cérebro recebe diariamente. A partir dessa agilidade, tornamo-nos capazes de lidar com níveis mais elevados de estresse, de suportar reveses. 

Quando damos um sentido às nossas vidas, às nossas escolhas e ao caminho escolhido, nos envolvemos mais com a vida, nos tornamos mais abertos e receptivos. Compreendemos que a vida nem sempre é fácil, mas continuamos a agir de acordo com nossos valores e continuamos a seguir na direção de nossos objetivos. Continuamos a sentir raiva, ansiedade, tristeza, seja lá qual for o sentimento desencadeado em nós, mas aprendemos a enfrentar com autocompaixão, curiosidade e aceitação das nossas dificuldades.

Ao invés de permitirmos que esses sentimentos nos destruam, ao lidar com eles de forma eficaz, inteligente e ágil, olhamos para o futuro, para nossas ambições mais grandiosas. É uma espécie de resiliência consciente, de determinação quase obsessiva em encontrar realização, prosperidade e paz.

Veja também:

Amor: Emoção ou Só Química?

 

Fonte: Eunice Ferrari
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade