PUBLICIDADE

Brasil 2022: o que os astros revelam para o País neste ano?

Desde 2016, o mapa progredido do Brasil mostra dificuldades imensas, que resultam de um processo de morte e renascimento que o País começou

4 jan 2022 09h00
ver comentários
Publicidade

Fazer previsões para o Brasil é sempre algo difícil, porque existem controvérsias relacionadas ao seu ascendente. Alguns astrólogos trabalham sobre a possibilidade de um ascendente em Aquário, outros em Peixes e eu, particularmente, acredito que seu esteja nos últimos graus de Aquário, com uma grande influência do signo de Peixes. 

Júpiter estava em Aquário, ou seja, na casa 12 do mapa brasileiro e agora entra em Peixes, começa a beneficiar nosso sofrido país. Júpiter acaba de entrar em Peixes e Júpiter na linha do ascendente do Brasil, fecha um ciclo “jupiteriano” e nos traz esperança renovada, possibilidade de crescimento, proteção e fé no futuro. A fé, que sempre foi a grande marca do povo brasileiro, ganha força e destaque e uma luz começa a ser avistada, ainda que um pouco distante. A esperança volta a fazer parte da vida de nosso sofrido povo.

Desde 2016, o mapa progredido do Brasil mostra dificuldades imensas, que resultam de um processo de morte e renascimento que o Brasil começou a viver
Desde 2016, o mapa progredido do Brasil mostra dificuldades imensas, que resultam de um processo de morte e renascimento que o Brasil começou a viver
Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil / Estadão

Desde 2016, o mapa progredido do Brasil mostra dificuldades imensas, que resultam de um processo de morte e renascimento que o Brasil começou a viver. Plutão entra em Áries e pede mudanças na identidade do Brasil e promete trazer à tona, todo lixo escondido na coletividade e na política. Assuntos relacionados a traição e poder são os temas de Plutão. Em janeiro de 2017, Marte entra em Áries e se une a Plutão e aí a violência escondida também vem à tona. Marte e Plutão juntos, são uma força destrutiva incomparável com qualquer outro aspecto que podemos viver. 

Em janeiro de 2018, o Sol progredido do Brasil entra em Áries e, nesse período, o presidente ariano ganha o poder. Sol, Marte e Plutão em graus exatos nos primeiros minutos de Áries, traz a força militar, a destrutividade, toda sombra humana à tona. De verdade, nos livramos de algo muito pior do que tem acontecido com nosso país; como astróloga, digo que poderia ser muito pior. Outro detalhe: o Brasil tem Plutão nos primeiros minutos de Áries, o que quer dizer que esses planetas progredidos estão sobre o Plutão natal do mapa brasileiro, o que indica que as transformações serão, necessariamente, bastante profundas. 

Em janeiro de 2022, Sol e Marte progredidos continuam em graus exatos e caminham, se distanciando lentamente, de Plutão, que se mantém nos primeiros minutos de Áries, ainda apontando para mudanças estruturais que nosso país tende a passar. Plutão mata o que não serve mais, mas traz o inevitável renascimento. 

Com relação aos trânsitos, que apontam para situações mais imediatas, Saturno se encontra na casa 12 do Brasil, o que aponta para a finalização de um grande ciclo. Saturno se aproxima do ascendente brasileiro em abril, mas, entra definitivamente no seu ascendente, a partir de janeiro de 2023, Saturno começa a tocar o ascendente do mapa brasileiro, definindo, definitivamente, o início de um novo ciclo. 

Com Saturno no ascendente, a próxima presidência, que aponta, até este momento, para a vitória de Luís Inácio Lula da Silva, que terá um imenso trabalho de renovação, reconstrução, reestruturação e renascimento do país. Não há desafio melhor que esse para um escorpiano, signo regido por Plutão, o grande transformador. 

Mas temos ainda mais para 2022. Ainda em abril, Júpiter toca o setor financeiro brasileiro, o que pode melhorar o comércio, as indústrias podem retomar algo de suas quebras nos últimos anos, o real pode passar por um momento de melhora e alguns valores da sociedade brasileira podem ser retomados. Com a ajuda de Júpiter, que se une a Urano em fevereiro e a Netuno no fim de março, podemos contar com a elevação espiritual de toda humanidade, que, é claro, inclui o povo brasileiro. É possível, nesse período, uma tomada de consciência coletiva. 

Nesse processo de Júpiter em Peixes, podemos contar também com a descoberta de novos e variados medicamentos para a pandemia que, a cada mês, diminui e, lentamente, chega a números endêmicos e não pandêmicos.

Fonte: Eunice Ferrari
Publicidade
Publicidade