PUBLICIDADE

Ingresso digital e print bloqueado: Eventim lança recursos contra falsificação

Recurso já está disponível para download e terá sua utilização válida, inicialmente, nas vendas do espetáculo Crystal, do Cirque du Soleil

25 abr 2024 - 10h46
(atualizado às 14h05)
Compartilhar
Exibir comentários
Grupo RBD fez shows no Brasil em 2023 e ingressos se esgotaram rapidamente
Grupo RBD fez shows no Brasil em 2023 e ingressos se esgotaram rapidamente
Foto: reprodução / Flipar

A Eventim, empresa de venda de ingressos para eventos, lançou uma nova função em seu aplicativo para gerenciamento dos bilhetes. Segundo a companhia, o objetivo é proporcionar mais segurança aos consumidores, evitar a falsificação de ingressos e venda por cambistas.

Chamado de Eventim Pass, o recurso já está disponível para download no iOS e Android e terá sua utilização válida, inicialmente, para as vendas do espetáculo Crystal, do Cirque du Soleil, com apresentações em São Paulo e no Rio de Janeiro. 

“O ingresso comprado on-line existirá somente no aplicativo e sem papel. As informações de leitura de acesso só serão recebidas dias antes do evento e no nosso aplicativo não é possível tirar print do QR Code. No momento em que você solicita essa ação, o mesmo fica em branco", disse Marcelo Dezem, diretor de Operações da empresa.

Segundo Dezem, a medida pode inibir a venda do mesmo ingresso várias vezes. Além disso, o aplicativo permite que os ingressos sejam transferidos de uma conta Eventim à outra dentro de ambiente seguro.

Como utilizar o recurso

  • É necessário baixar o aplicativo da Eventim Brasil na loja iOS ou Android;
  • Em seguida, entrar com o login e senha utilizado no site da Eventim para compra de ingressos;
  • Os bilhetes adquiridos estarão disponíveis na aba “Meus Eventos”, que fica no canto superior direito do menu do APP;
  • Após acessados pela primeira vez no celular, os mesmos também estarão disponíveis offline para facilitar a entrada no dia do evento.  

Para transferir o ingresso, a empresa explica que ambos os consumidores precisam ter aplicativo baixado no smartphone, com login e senha atualizados.

"É importante destacar que o número de transações entre clientes pode ser restringido pelo produtor do evento, sendo pré-determinado em cada evento", disse a Eventim em comunicado. 

Relembre casos

No show do RBD, que aconteceu em São Paulo em outubro de 2023, todos os ingressos foram vendidos pela Eventim em poucos minutos em janeiro daquele ano. O valor da pista estava em R$ 480. Já no site de venda e troca Viagogo, o bilhete era encontrado por R$ 690 dois meses após o encerramento das vendas oficiais.

Pelas redes sociais, fãs acusaram a Eventim de favorecer os cambistas em um “esquema” ilegal de venda ingresso.

Na época, a empresa negou qualquer esquema com cambistas e parceria com empresas que façam revenda dos ingressos.

No site, a companhia afirma que “em grandes eventos, é normal que os ingressos esgotem em apenas alguns minutos. O site da Eventim tem a capacidade de processar milhares de vendas simultaneamente”. Leia mais aqui

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade