Atração em cruzeiros, Bruxelas é sede da Otan e UE

Capital belga é uma das cidades mais importantes da Europa

18 mai 2015
08h00
atualizado às 09h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Politicamente, Bruxelas é uma das cidades mais importantes da Europa. A capital da Bélgica é sede da Otan desde o fim da Segunda Guerra Mundial e também da União Europeia. Mas para além da política, ela também é um belo destino turístico, com muitos locais interessantes para se conhecer, praças, igrejas de forte apelo arquitetônico e atrações culturais. Os cruzeiros para a cidade costumam parar no porto de Zeebrugee, de onde os hóspedes partem em excursão para a capital do país. Veja alguns pontos turísticos para conhecer em Bruxelas.

Grand Place - Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, a praça Grand Place é datada do século XV. Após ser quase toda destruída por três bombardeios franceses em 1695, ela foi reerguida em cinco anos. Em seu entorno é possível encontrar construções de estilos como o gótico, barroco, neoclássico e neogótico.

A Torre Negra - Um dos mais bem preservados pontos remanescentes do primeiro muro que circundou Bruxelas, a Torre Negra fica no Palácio de Santa Catarina, atrás da igreja de mesmo nome. A construção fez parte da primeira linha de fortificações da cidade, datada do século XIII, e resistiu a criação de uma nova doca na cidade, no século XVI, ao contrário do restante do muro.

A Torre Negra - Um dos mais bem preservados pontos remanescentes do primeiro muro que circundou Bruxelas, a Torre Negra fica no Palácio de Santa Catarina, atrás da igreja de mesmo nome. A construção fez parte da primeira linha de fortificações da cidade, datada do século XIII, e resistiu a criação de uma nova doca na cidade, no século XVI, ao contrário do restante do muro
A Torre Negra - Um dos mais bem preservados pontos remanescentes do primeiro muro que circundou Bruxelas, a Torre Negra fica no Palácio de Santa Catarina, atrás da igreja de mesmo nome. A construção fez parte da primeira linha de fortificações da cidade, datada do século XIII, e resistiu a criação de uma nova doca na cidade, no século XVI, ao contrário do restante do muro
Foto: Sergey Dzyuba/Shutterstock

Prefeitura de Bruxelas - Considerado um dos mais belos prédios públicos da Bélgica, a prefeitura de Bruxelas chama atenção por suas torres e as dezenas de esculturas que adornam seus muros. Sua construção data de 1402 e nela é possível encontrar tapeçaria dos séculos XVI, XVII e XVIII, painéis góticos em madeira, entre outras obras.

Basílica de Koekelberg - Erguida a partir de 1905 e só concluída em 1969, devido aos atrasos impostos pelas duas grandes guerras mundiais, a Basílica do Sagrado Coração é o maior edifício em art-decó do mundo, além da quinta maior igreja. Nela ficam dois museus religiosos.

Parque do Cinquentenário - Criado em 1880 para abrigar uma exposição sobre os 50 anos de independência da Bélgica, o Parque do Cinquentenário chama atenção por seus arcos. O portal com três arcos foi erguido entre 1904 e 1905 e conta com obras em bronze. O parque ainda conta com oito estátuas femininas que simbolizam as províncias no seu entorno.

Manneken Pis - Uma estátua com apenas 30 centímetros de altura, mas com muita história. O Manneken Pis, ou Garoto a Urinar, em tradução livre, é uma das muitas fontes de Bruxelas, mas a mais divertida delas e um símbolo da cidade. A estátua de bronze foi inaugurada no século XVII e é regularmente fantasiada ou decorada. Seu guarda-roupas possui mais de 800 peças. O menino também já foi sequestrado diversas vezes ao longo dos séculos.

Atomium - A mais popular atração turística de Bruxelas é o Atomium, uma escultura criada para a Feira Mundial de 1958. Com 102 metros de altura, ela representa um cristal elementar de ferro ampliado 165 bilhões de vezes. Durante a noite 2970 luzes criam um espetáculo visual a obra.

Parlamento Europeu - Para quem gosta de política, o prédio do Parlamento Europeu é outra atração na cidade. É nele que os membros da União Europeia se reúnem para decidir os rumos dos países que fazem parte do bloco, suas leis e diretrizes.

Coudenberg - É o sítio arqueológico onde ficava originalmente o Palácio de Charles V. É possível fazer um passeio pelos restos da edificação. Localizado na montanha Coudenberg, durante a Idade Média era possível observar a cidade ao longe. Transformado a partir do século XII em uma suntuosa residência, o castelo foi danificado pelo fogo em 1731. Anos depois, as ruínas foram demolidas e cobertas.

Cantillon Brouerij - A Bélgica é, junto com Alemanha e a Inglaterra, uma das três principais escolas cervejeiras do mundo. Logo, uma visita a Bruxelas se torna um bom motivo para explorar os ricos sabores das complexas cervejas belgas. Entre as cervejarias da cidade uma das mais tradicionais é a Cantillon, que produz desde 1900 um estilo da bebida quase extinto e típico da Bélgica, as lambics. Diferentemente das lagers e ales, as lambics são fermentadas espontaneamente. Atualmente, a Cantillon é uma das poucas fábricas dessas cervejas e sua produção é feita em equipamentos antigos, de forma quase 100% artesanal.

Veja roteiros:

3 noites - Viagem a bordo do Anthem of the Seas, da Royal Caribbean International, com partida de Southampton, na Inglaterra, em 29 de agosto de 2015. Escalas em Bruxelas, na Bélgica, e Paris, na França. Cabines a partir de R$ 1.879 por pessoa, mais taxas.

7 dias - Cruzeiro a bordo do navio Emerald Princess, da Princess Cruises, com partida de Southampton em 2 de julho de 2016. Escalas em Bruxelas, na Bélgica, Copenhague, na Dinamarca, Helsingborg, na Suécia, e Oslo, na Noruega. Preços a partir de US$ 1.619 por pessoa, mais taxas.

Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada

 

 

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Fonte: Canarinho Press
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade