PUBLICIDADE
Logo do

Cruzeiros › Destinos

Ilha espanhola atrai por beleza natural e castelos medievais

Palma de Maiorca é a maior das Ilhas Baleares e é rota de cruzeiros no Mediterrâneo

15 mai 2015 13h00
ver comentários
Publicidade

Palma de Maiorca é uma das Ilhas Baleares, pertencente a Espanha e localizada no mar Mediterrâneo. Maior entre as ilhas espanholas na região, não é só o clima agradável, as belas praias de águas cristalinas e longas faixas de areia que atraem à cidade. Catedrais imponentes, monastérios escondidos entre montanhas, castelos

medievais e museus fazem parte do conjunto de atrativos que encantam os turistas. Veja 10 locais para visitar em uma escala de cruzeiros em Palma de Maiorca.

Castelo de Bellver - Construído no século XIV, o Castelo de Bellver foi a residência real de Jaime II. Localizado em uma colina, o castelo foi construído em estilo gótico e tem uma estrutura fora do usual, com três torres e dividido em quatro sessões.

Catedral de Palma de Maiorca - Também do século XIV, a Catedral de Palma de Maiorca foi construída entre as muralhas da cidade antiga, no reinado de Jaime II. A Catedral possui três naves, sendo que na principal fica a capela Trinidad, onde estão os restos mortais dos reis Jaime II e Jaime III. Sua fachada chama atenção e conta com esculturas de Guillermo Sagrera. Outro destaque é uma das torres da igreja, que conta com nove sinos
Catedral de Palma de Maiorca - Também do século XIV, a Catedral de Palma de Maiorca foi construída entre as muralhas da cidade antiga, no reinado de Jaime II. A Catedral possui três naves, sendo que na principal fica a capela Trinidad, onde estão os restos mortais dos reis Jaime II e Jaime III. Sua fachada chama atenção e conta com esculturas de Guillermo Sagrera. Outro destaque é uma das torres da igreja, que conta com nove sinos
Foto: nito/Shutterstock

Catedral de Palma de Maiorca - Também do século XIV, a Catedral de Palma de Maiorca foi construída entre as muralhas da cidade antiga, no reinado de Jaime II. A Catedral possui três naves, sendo que na principal fica a capela Trinidad, onde estão os restos mortais dos reis Jaime II e Jaime III. Sua fachada chama atenção e conta com esculturas de Guillermo Sagrera. Outro destaque é uma das torres da igreja, que conta com nove sinos.

Palácio Real Almudaina - O Palácio Almudaina foi a sede do reino independente de Maiorca durante os reinados de Jaime I, Sancho I e Jaime II, e data do século XIII. O castelo que se vê hoje é o resultado de reformas feitas em um forte muçulmano construído em 1281, e conta com uma torre retangular, um hall, uma capela e um jardim. Internamente, ele chama atenção pelas tapeçarias de diversos períodos distintos da história. Atualmente, o palácio é usado pelo Rei da Espanha como residência oficial para cerimônias de verão.

Fundação Pilar e Fundação Joan Miró - O artista plástico Joan Miró viveu em Maiorca entre 1956 e 1983, quando faleceu, e na cidade produziu diversas obras. O acervo do museu dedicado ao artista foi doado pelo próprio Miró, entre pinturas, desenhos e gráficos. No jardim há ainda esculturas.

Parque Nacional do Arquipélago de Cabrera - O Arquipélago de Cabrera pode ser acessado de barco a partir de Maiorca, em um passeio que leva uma hora. De natureza preservada, o arquipélago abriga um impressionante ecossistema marinho, com uma variedad de espécies de fauna, plantas endêmicas e colônias de pássaros.

Serra de Tramuntana - Patrimônio Mundial da Unesco, a Serra de Tramuntana, é a principal cordilheira das Ilhas Baleares. Sua paisagem imponente rendeu a distinção da Unesco, e é um de seus principais atrativos turísticos.

Cuevas del Drach - As grutas de Drach são conhecidas desde a Idade Média e foram exploradas a partir de 1880. Foi neste período que a gruta foi descoberta, onde agora está um lago com seu nome. Desde 1935, após passar por uma remodelação, o local pode ser visitado, em um percurso de 1.200 metros, durante o qual ocorre um concerto de música clássica e um passeio de barco pelo lago Martel.

Ferrocarril de Sóller - Em funcionamento desde 1912, o Ferrocarril de Sóller é um sistema de trem que liga Palma de Maiorca a Sóller por um caminho de 27,3 quilômetros. Apesar de ser um meio de transporte para os moradores, o trem elétrico também é um atrativo turístico, que passa por um caminho repleto de belas paisagens.

Santuário de Lluc - Primeiro monastério da ilha, o Santuário de Lluc é datado do século XIII e fica escondido em vales da Serra de Tramuntana. É possível agendar um tour pelo local. Durante o passeio de um dia são visitadas a Basílica da Virgem de Lluc, em estilo barroco, é feito um tour guiado pelo Monastério, a vila de Lluc, ao jardim botânico e a um concerto do Coral de Meninos de Escolania, um dos mais antigos da Europa.

Praias - Não da para ir a Palma de Maiorca e ignorar as praias. Cinco delas se destacam, a de Palma, a Can Pastilla, a Cala Mayor, a Can Pere Antoni e a Ciutat Jardí, que são acessíveis por transporte público. Com águas cristalinas e muito sol, elas atraem visitantes no verão. A praia de Palma tem como destaque sua grande extensão, enquanto as outras são menores.

Veja roteiros:

7 noites - Cruzeiro a bordo do Allure of the Seas, da Royal Caribbean International, com partida de Barcelona, na Espanha, em 2 de agosto de 2015. Escalas em Palma de Maiorca, na Espanha, Marselha, na França, La Spezia, Roma e Nápoles, na Itália. Cabines a partir de R$ 4.469 por pessoa, mais taxas.

7 noites - Cruzeiro a bordo do MSC Armonia, da MSC Cruzeiros, com partida de La Spezia, na Itália, em 12 de setembro. Escalas em Marselha, na França, Palma de Maiorca, na Espanha, Valletta, em Malta, Messina e Salerno, na Itália. Preços a partir de R$ 1.918,9 por pessoa, mais taxas.

Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada

Fonte: Canarinho Press
Publicidade
Publicidade