PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Medo de relacionamento: entenda os possíveis motivos

Algumas pessoas possuem receio de ter algum tipo de intimidade e envolvimento, principalmente aquelas que já vivem algum tempo sozinha e são cheias de manias. Relacionar-se com alguém pode dar espaço para bagunçar a organização delas. Evitar se envolver funciona como um escudo. Porém, são pessoas que lutam, internamente, com essa dualidade de sentimentos: querer […]

2 ago 2023 - 12h00
(atualizado às 17h20)
Compartilhar
Exibir comentários

Algumas pessoas possuem receio de ter algum tipo de intimidade e envolvimento, principalmente aquelas que já vivem algum tempo sozinha e são cheias de manias. Relacionar-se com alguém pode dar espaço para bagunçar a organização delas. Evitar se envolver funciona como um escudo. Porém, são pessoas que lutam, internamente, com essa dualidade de sentimentos: querer uma companhia, mas não querer dividir o espaço e o tempo. Daí, começa o início do tão famoso da atualidade: medo de relacionamento.

Medo de relacionamento é comum?
Medo de relacionamento é comum?
Foto: João Bidu

Motivos das pessoas terem medo de relacionamento

Amores líquidos, decepções amorosas, crenças limitantes, medo do abandono, traumas em relações anteriores, medo de se apegar, medo de ser traído (a), feminino ferido, excesso de controle, autoestima baixa e insegurança. Tudo isso pode ser um dos diversos motivos que levam algumas pessoas a terem medo de relacionamento amoroso hoje em dia.

Outro motivo que tem surgido recorrente é o contrato de namoro e união estável. Principalmente para as pessoas que possuem bens materiais ou imóvel próprio, gerou uma certa insegurança diante das novas leis sobre o que configura este tipo de acordo hoje em dia. Experiência de amigos próximos que tiveram que dividir bens com parceiros em pouco tempo juntos serve como um alerta e uma certa desconfiança em relação a tudo e a todos. Por esse motivo, muitas pessoas adiam o comprometimento, vivendo relações mais fugazes.

Amores líquidos

Estamos na Era do amor líquido, que é aquele amor descartável, que pode ser trocado a qualquer momento. Isto é, não há compromisso e a relação é frágil, pois, os parceiros são trocados a todo momento, visando sempre "algo melhor". Essa teoria de Zygmunt Bauman, um sociólogo que acreditava que a solidão produz a insegurança, mas que relacionamentos também. Isso porque podemos nos sentir inseguros mesmo estando em um relacionamento e, por medo de serem trocados, evitam começar a relação.

Pessoas que foram traídas ou sofreram muito em relações anteriores carregam um trauma. Por isso, possuem medo de relacionamento, pois o receio é de que aconteça novamente, evitando assim, o envolvimento. Normalmente, utilizam frases generalistas e que acabam se tornando crenças limitantes, tais como: " Ninguém é feliz no amor"; " Não existe fidelidade", "O amor romântico foi banido da Terra"; " não mereço ser feliz no amor"; " nenhum homem presta" entre outras, faz muitas vezes com que a pessoa que foi traumatizada repita o comportamento negativo com seus novos parceiros ou que termine o que mal começou por medo da rejeição novamente. É uma tentativa camuflada de evitar a dor.

Como mudar o medo de relacionamento?

O primeiro passo importante para que essa dificuldade em se relacionar seja ressignificada é investir em Autoconhecimento. Muitas das crenças relacionadas ao medo de relacionamento afetivo foram instaladas na infância. Por isso, rever seu passado e dar um novo sentido para ele pode facilitar seus novos relacionamentos.

Um dos exercícios que dou no consultório é o de escrever sobre padrões de comportamentos que se repetem quando você se relaciona e pergunte a si mesmo (a) se o fato que ocorreu lá atrás é verdadeiro hoje. Faça as quatro perguntas poderosas do Método The Work de Byron Katie: "É verdade isso?", "Tenho absoluta certeza que isso é verdade?", "Como me sinto quando acredito nisso?" e "Como me sinto quando não acredito nisso?". Invista em você, busque as causas desses medos. A solitude é maravilhosa, mas ter alguém para te colocar no sol e depois te tirar dele é ainda mais incrível. Permita-se a encontrar e ser encontrada. Descubra o seu valor!

João Bidu
Compartilhar
Publicidade
Publicidade