1 evento ao vivo

Traição

25 out 2018
09h00
atualizado em 30/10/2018 às 14h26
  • separator
  • comentários

Abatido, ele chorava, sincero. “Marina”, um fiapo de voz entrecortada, “tristeza, sofrimento, um vício, uma algema. Acho que é como o tabagismo, o alcoolismo, drogas. Não controlo o desejo de trair, forte, grande, poderoso”.

Traição
Traição
Foto: iStock

“É”, concentrava-me em redutos de espiritualidade para buscar auxílio, “sei como é. Uma força inimiga, desagradável, manifesta e impulsiona mesmo entre pessoas de relacionamento estável. A busca do prazer pelo prazer, vazio, nada mais”.

“Pior”, completava ele, “resultados cheios de encrenca, mentira, dor e arrependimento. Fere, desgasta, enche de culpa”. Quando questionada a postura, “valeu a pena?”, a resposta vai de abanar a cabeça com vergonhoso recato às lágrimas convulsas, amargas. Um suicídio emocional. 

Ouça o podcast Terra Horóscopo:

O desejo, o sexo, clamores intensos, obsessões que podem assomar sobre qualquer um. Enlaçam, manipulam, geram risco e perigo. Nem sempre suficientemente equilibrados para resolver com discrição essas tentações, às vezes somos fisgados — nos tornamos alvo fácil, frágeis podemos pular, como se diz, num barco furado, numa roubada.

No rescaldo da batalha, geralmente, dor, gemidos, feridas abertas. Gente inocente sacrificada, sonhos comprometidos, afetos estraçalhados, investimentos perdidos. “Sabe o que é pior?”, ele indagava com os olhos inchados, “costuma não compensar”.

Tudo isso porque se deseja uma experiência prazerosa? Mas, afinal, o que é esse tal de prazer? Como ele se revela? Parece existir uma lista de opções. Do prazer comprometido com um projeto comum de vida, compartilhamento de responsabilidades, maduro e cooperativo, até o mais volúvel, rápido, marcado pelo imediatismo e (normalmente) descartável de uma aventura da atração sexual. 

Para ele, agora (pena que só agora!), estava claro que falta certeza ao querer saber se essa forma de apetite, descartável, é mesmo uma manifestação de algo elevado como o prazer verdadeiro. 

Qual é a solução para tais turbulências? A direção a trilhar é a da compreensão do Carma, suas dívidas e armadilhas. A vontade agitada, furacão do desejo, maremoto dos afetos, montanha-russa doas emoções, são, na base, desafios para nosso amadurecimento espiritual. 

A corrida é de obstáculos. Ninguém disse que seria fácil! Tropeçamos nesse, derrubamos aquele, passadas são atrapalhadas ou comprometidas. Para aprimorar? Buscar entendimento da ordem cósmica, bloqueios e barreiras, treinar o Espírito para os desafios que encontrará pela frente. 

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui.

Veja também:        

Este colchão te alertará se você estiver sendo traido

 

Fonte: Marina Gold

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade