0

Primavera chega para renovar

23 set 2019
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Tempo fluindo rápido trouxe de novo outra Primavera, os três meses mais poéticos do ano, consagrada época do amor – o alvorecer ameno como uma aquarela, o ar tépido como perfume, a luz leve como cristal, os dias suaves como açúcar, convidam ao romance. Ao fundo, no acompanhamento, aquele timbre único do Tim Maia (“É Primavera...”) ou os acordes borbulhando na música de Vivaldi (o famoso concerto do compositor italiano em “As Quatro Estações”).

(Imagem ilustrativa)
(Imagem ilustrativa)
Foto: DragonImages / DragonImages

Como não gostar desses dias? Um amadurecer para o verão, menos explosivo, menos intenso. Cores que avançarão para o vermelho, mas ainda estão alaranjadas. Energias que aquecem o coração, ainda sem o sufocamento dos exageros das potências solares.

Como não gostar desses dias? Uma luz amena que convida a sair de casa, respirar na rua, aproveitar o ar livre, interação e troca com as pessoas. No sol educado, pequenos detalhes de todas as coisas podem ser melhor apreciados: a silhueta se define, a sombra desaparece. A Natureza em puro contentamento: frutas amadurecendo suculentas, flores desabrochando intensas, pássaros cantando vigorosos, brisas soprando cálidas.

Como não gostar desses dias? Os sentimentos escorrem como néctar por todos os cantos e frestas. Uma sensação de vida cresce, incrementa, deixa tudo mais denso e interessante. Momento propício pra renovar, explorar caminhos, encontrar realidades nos sonhos.

Também em relação aos Contextos de Espiritualidade, a hora é para transcendência: deixar de lado os pesos desnecessários, superar obstáculos, reordenar os carmas. A tarefa é mirar adiante, à frente, fixando objetivos de longo alcance, definindo um ponto de chegada que deverá ser buscado com disposição e fé.

Como marco de partida, início de novo ciclo, a Primavera é momento propício para enfrentar entraves, solucionar conflitos, decidir pendências, resolver questões. Ah, nada como um balanço geral, faxina completa, limpar todos os cantos, rever as menores frestas para conservar só o essencial, o importante e verdadeiro.

Vamos utilizar essa estação que inicia para copiar a Natureza em sua absoluta sabedoria: Renascer. Mais leves, mais lúcidos, mais conscientes, remodelando todas as vivências com maior gratidão.

Primavera é isso: um belo banho, bastante perfumado, daquele que limpa corpo e alma, prepara para a experiência espiritual de novos caminhos e novas dinâmicas.    

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui.

Veja também:

 

Fonte: Marina Gold
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade