PUBLICIDADE

A Torre é a carta do Tarot para junho de 2021

Arcano tende a trazer momentos de rompimentos, manutenção dos cuidados com a saúde e crises políticas, mas com perspectiva de retomada do equilíbrio no segundo semestre

1 jun 2021 18h56
ver comentários
Publicidade
Foto: Personare

Chegamos num dos meses mais importantes do ano. Junho está representado pelo arcano XVI, a Torre. Na imagem da carta, vemos uma torre imponente sendo atingida por um raio que destrói a parte superior da estrutura. A força da explosão espalha detritos no ar e duas pessoas caem, em queda livre, em direção ao chão.

Esse cenário de destruição é interpretado de várias formas: há associações ao mito da Torre de Babel, em que o deus do Cristianismo castiga os seres humanos pela sua soberba, por se acharem maiores do que a própria divindade, sofrendo as consequências de tamanha insolência e desrespeito pelas forças superiores. Também pode ser interpretada por seu significado literal de catástrofe natural ou humana que em nada consegue suportar o impacto de um ataque repentino, gerando caos e destruição.

Este arcano esteve presente no ano de 2020, representando o mês de fevereiro, um marco histórico por ter sido o momento que tivemos o primeiro caso confirmado de COVID-19, no Brasil, anunciando a chegada da pandemia no país.

Veja um resumo dos últimos meses:

Energias tensas no ar

No plano coletivo, as energias que estão no ar são tensas sugerindo acidentes naturais com alguma gravidade, bem como crises políticas, sociais e econômicas. Por isso, não se exponha ao perigo, evitando lugares e ações que te coloquem em risco - como grandes aglomerações, tomar partido em discussões…" - Arcano do Mês, fevereiro de 2020.

A mensagem se repete, só que dessa vez, com mais ênfase.

Podemos fazer uma analogia do Arcano XVI como a torre fulminada sendo a nossa sociedade. Nós, as pessoas em queda, e o novo coronavírus o raio destruidor.

Diante dessa repetição, temos, mais uma vez, um momento extremante delicado e perigoso que exige cautela e prudência. É como se fosse um segundo golpe, uma segunda pancada. A diferença é quem neste momento estamos ainda mais fragilizados do que antes, portanto, todo cuidado é pouco.

O arcano e a pandemia

Os cientistas preveem uma terceira onda de COVID-19, que pensam ser ainda mais danosa que a primeira. No mês de maio, uma das novas variantes do vírus identificada na Índia e responsável por um forte surto que assolou a nação foi encontrada no Brasil, levando as autoridades sanitárias a emitirem alertas, podendo ser esse o raio da nova torre que se apresenta nas previsões.

Além da nova variante do vírus, que impacta a saúde, há outros fatores que podem ser associados a esse raio destruidor na política interna e internacional, nos governos, na economia e no meio ambiente. Essas áreas já vêm sendo palco de escândalos e crises graves, desde o começo da pandemia, porém, o que se configura é algo diferente, mais intenso e com mais efeito.

Levantes populares podem continuar a levar pessoas às ruas, pessoas em cargos importantes podem cair. Crises e conflitos envolvendo outros países podem acontecer. O que estava sendo segurado ou adiado explode neste mês. É a gota que transborda o copo-d'água.

O que acontecer em junho, reverberará até o final do ano, especialmente, em agosto e setembro.

Relação com o Arcano 12

O arcano 16 se relaciona simbolicamente com o arcano 12, o Pendurado, que representou o mês de março, quando atingimos o maior número de óbitos desde o início da pandemia. Se o desenvolvimento dos acontecimentos seguir essa evolução, poderá haver um agravamento significativo da pandemia e danos mais severos. Provavelmente, essas situações poderão exigir que sejam tomadas medidas adequadas me caráter de urgência, mesmo que haja resistência por parte dos governos ou mesmo da população.

Posições de poder, pessoas em cargos de poder, políticos, instituições, edifícios e estabelecimentos públicos de diversos segmentos podem sem alvos de ataques, golpes ou escândalos. Há possibilidade de acidentes naturais com forte impacto coletivo.

Precisamos nos cuidar.

Retorno gradual ao equilíbrio

No meio desse caos, é possível vislumbrar uma luz no fim do túnel. O que chega ao seu ápice, em algum momento, começa a declinar, a cair. Segundo as direções que apontam os símbolos, estamos a cada dia mais perto do fim dessa crise nacional e planetária. Dezembro será um mês que teremos perspectivas mais concretas e claras de um fim para tudo isso. O segundo semestre de 2021 parece trazer uma melhoria lenta, oscilante e gradual. Entre altos e baixos, tudo vai, gradualmente se reorganizando e se equilibrando.

Então, durante o mês de junho, tomem cuidado, protejam-se usando máscaras, álcool gel e mantendo o distanciamento, evitando aglomerações, mesmo que tenham tomado a vacina. A pandemia só vai acabar quando o número de casos de COVID estiver perto do zero.

Amor

No amor, o momento exige paciência e flexibilidade. Se não conseguir evitar uma crise, enfrente-a sem tentar manter nada, deixando o que tiver de ser pedido ou partir seguir seu rumo. Evite discussões relacionais, deixe para resolver problemas mais graves ou delicados no próximo mês, pois a energia que está no ar é potencializadora de conflitos e perdas.

A Torre muda tudo, então, que estiver namorando, há chances de terminar ou de passar por uma crise que exigirá maturidade de ambos para atravessá-la e se restabelecerem numa nova ordem.

Para os solteiros, eventos súbitos pode fazer com que rompam com situações estagnadas do passado, libertando-se, ou que apareça alguém, de  forma repentina com possibilidade de iniciar uma relação transformadora.

Dinheiro

Não abuse das finanças, evite gastos, economize e coloque tudo na ponta do lápis. A tendência é de gastos inesperados ou de consequência negativa de gastos anteriores que enfraqueceram o orçamento. Se for adquirir algum produto, não haja por impulsividade, faça uma boa pesquisa, busque opiniões de quem confia e garantias. Não faça nenhuma transação que não seja documentada e registrada, tendo atenção aos termos dos acordos.

No trabalho, há possibilidade de perdas repentinas, mudanças súbitas de setor ou função, crises de setor ou empresa, etc. Essas crises podem não ser diretamente com você, mas causar impacto indiretamente. Caso não lhe envolva, não tome partidos, fique na sua e espere a poeira baixar.

Saúde e espiritualidade

Com relação à saúde, a recomendação é ter cuidado com o que vem de fora. Num momento pandêmico, é a área da vida que mais temos de ter atenção. O cuidado também deve ser com acidentes. Evite se colocar em riscos desnecessários.

Na espiritualidade é preciso reforçar as proteções contra ataques energéticos e com o ruído e a negatividade gerados pelas tensões do momento. As emoções exaltadas e a tensão coletiva também produzem energia negativa e nós ficamos sujeitos a elas.

Uma boa dica é fazer uma iniciação ao reiki, à cura prânica, ou qualquer técnica de cura e canalização de energia para que ela sirva como um escudo e um filtro, melhorando a sua proteção e a qualidade das suas energias.

Ervas para o mês

Caso não possa ou não queria fazer nada relacionado a estas técnicas, tome um banho de ervas, uma vez por semana, durante todo o mês de junho. Banhos de ervas são fáceis de fazer e tem um efeito poderoso. É só juntar as ervas do banho, ferver uma panela de água e, ante de colocá-las na infusão, toque-as e mentalize o que deseja com o banho a medida que as vai colocando na água quente. Deixa as ervas na água quente até esfriar, leve para o banheiro e despeje o banho no seu corpo, de preferência, antes de dormir.

Para junho, use alfazema, alecrim, arruda, guiné, eucalipto, hortelã e canela.

Se quiser e puder, coloque uma ônix e uma ametista no seu quarto, no lugar onde preferir. Esses cristais ajudarão a fazer a limpeza, mesmo que não tenha tomado o banho.

O momento é difícil, mas ele não vai durar para sempre. Se vai demorar a passar ou piorar são as nossas atitudes que decidirão. Aja com respeito e cidadania, fazendo a sua parte. Evite aglomerações, use álcool gel, máscara e vacine-se. Falta pouco, menos que antes, para iniciarmos uma nova vida!

Alexsander Lepletier (fortuneteller_21@hotmail.com)

- Alexsander Lepletier é formado em jornalismo e ativista de direitos humanos. Iniciou sua carreira de cartomante e tarólogo, em Portugal. Em Portugal, realiza anualmente o Encontro Internacional de Cartomancia. Atualmente, reside na cidade do Rio de Janeiro onde dá cursos e consultas online.

Personare
Publicidade
Publicidade