1 evento ao vivo

Como fazer de julho um mês para o crescimento espiritual

Já temos o Outubro Rosa e o Novembro Azul: façamos então de Julho o mês Branco, para afirmar a plenitude de nossa dimensão

5 jul 2018
09h00
atualizado às 10h46
  • separator
  • comentários

Lá para o final do ano, dois meses consagram iniciativas de saúde do corpo: o Outubro Rosa e o Novembro Azul, eficazes campanhas destinadas à prevenção do câncer. Como a medicina que pratico é outra, da alma, pensei: porque não algo semelhante, um Julho Branco?

No mês mais friozinho, porque não valorizar nossa relação com a espiritualidade. Revisar, avaliar, compreender, entrar em harmonia com esse aspecto fundamental do nosso existir.

Um convite: vamos fazer de julho o mês para crescimento espiritual?
Um convite: vamos fazer de julho o mês para crescimento espiritual?
Foto: ipopba / iStock

A escolha da data e da cor é intencional. Julho, inverno aqui no hemisfério sul, carrega uma beleza de força peculiar. Vibra no ar uma luz de frio e vento, entardeceres que costumam comover até mesmo as pessoas mais apressadas. O branco dispensa maiores comentários, representa o absoluto da pureza, da simplicidade, das possibilidades e aberturas.  

No meu Julho Branco a intenção é afirmar a plenitude de nossa dimensão, seres componentes desse todo cósmico tremendamente grande e surpreendentemente encantador.

Como? A receita, intensa, deve ser colocada em prática nesTe mês. As indicações são as seguintes:

Espiritualize a jornada através do bosque cerrado da vida. Prefira a serenidade em detrimento da pressa. Valorize o silêncio e não o barulho. Cultue a paz ao invés do tumulto e da intranquilidade.

Estabeleça boas relações com todos. Evite conflito e agressão, trocando-os pela clareza que faz bem à alma. Afaste-se dos arrogantes e da tua própria arrogância. Negue todo amargor, inclusive aquele que você mesmo destila.  

Lembre equilibradamente dos teus projetos e desejos de conquista. Compreenda a importância da humildade e do bem. Abra os olhos à virtude, aos ideais, à benevolência, aos valores elevados. Repudie a falsidade e o cinismo. 

Aceite a passagem do tempo. Cultive a força da transcendência, proteção diante dos azares inesperados. Apesar dos enganos e desilusões, não exagere em imaginar ou se deixar paralisar pelo pior.  

Liberta-te das escravidões materialistas. Busque nas flores e nas estrelas os significados mais profundos. Evolua os teus anseios e aspirações. Diante da aridez e do desencanto, sê prudente e persevere no caminho da felicidade.

Aproveite então todo um mês para se alegrar, amar e, principalmente, estabelecer conexões com Deus.

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui.

 

Fonte: Marina Gold

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade