0

Fim de ano e boas novidades começam a surgir no astral

Mercúrio retoma o movimento direto e os pequenos problemas do dia a dia que atrapalharam sua vida em outubro, começam a ficar no passado

3 nov 2020
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Chegou novembro e com ele algumas mudanças muito positivas no astral e podemos esperar dezembro, com os braços abertos e na mesma vibe.

Foto: Andresr/iStock

Nos primeiros minutos do dia 04, quarta-feira, Mercúrio retoma o movimento direto e os pequenos problemas do dia a dia que atrapalharam sua vida em outubro, começam a ficar no passado. Esta foi a última retrogradação de Mercúrio, a próxima acontece somente em 30 de janeiro.

Marte ainda está retrógrado, mas já caminha livre da pressão de Saturno e Plutão e, no dia 15, aos 15 graus e 15’ de Áries, também retoma o movimento direto, sendo esta, mais uma boa notícia. Nos últimos dois meses, tudo ficou mais confuso, com muitos mal entendidos, muitos atrasos e uma incapacidade de agir, que levou muitos de nós à uma forte sensação de impotência. A partir do dia 15, a vibração é outra, nossa energia vital é retomada, nossos planos e projetos voltam a andar em um ritmo mais acelerado e a vida segue seu fluxo.

Com Marte em Áries sem a pressão de planetas poderosos, devemos tomar cuidado com a agressividade, que fica em estado bruto. Marte rege Áries e com isso, o deus da guerra e das reações impulsivas, fica livre para depositar em nós, toda sua energia. Na astrologia esotérica, Áries é regido por Mercúrio, o deus da comunicação, o que nos faz entender que quando refletimos antes de uma atitude ou reação impulsionada pela ansiedade, pelo medo ou raiva, evitamos alguns desastres. Marte permanece em Áries até 06 de janeiro de 2021 e ainda vai receber a tensão de Saturno e Plutão em dezembro.

Saturno caminha para os últimos graus de Capricórnio e para a porta de saída desse signo, portanto, a energia coletiva muda totalmente e, de mãos dadas com Júpiter, entra em Aquário, um signo de coletividade. Os aprendizados, nos próximos 3 anos, estarão voltados para a expansão da consciência de comunidade, de interdependência.

2021 deve ser um ano bem melhor que 2020, no entanto, o passo evolutivo que demos nos últimos 3 anos, trará maior consciência dos limites que envolvem a individualidade e o narcisismo. Devemos aprender um olhar mais amplo, menos individualizado e mais coletivo.

A liberdade será vivenciada e sentida de outra maneira, aliada à consciência “do outro”, do nosso papel social e do nosso ofício neste planeta e nesta vida. Daqui em diante, os aprendizados estarão voltados para a real expansão da consciência e não para regras e dogmas que beneficiam apenas alguns.

Veja também:

Os astros devem influenciar os participantes do 'BBB21'?
Fonte: Eunice Ferrari
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade