0

Esotérico

Auxílio espiritual ajuda a diminuir o medo, diz vidente

evgenyatamanenko / iStock
23 nov 2017
12h00
  • separator
  • comentários

A grande maioria das pessoas que procuram minha consulta, além de focar em problemas de várias naturezas, apresenta um sentimento em comum: medo.

Parece, à primeira vista, que há uma resistência nas pessoas em admitir esse sentimento, como se ele fosse vergonhoso, ou pudesse denunciar uma indesejável covardia.

O medo, gerado pela ansiedade que a vida cotidiana nos impõe, muitas vezes, dirige nosso comportamento e nos leva a situações inusitadas que demonstram toda a nossa incompreensão.

Isso porque, em muitas ocasiões não temos a paz ou a tranquilidade para encarar os dilemas que a vida nos apresenta, as surpresas que o destino nos oferece de repente e sem aviso prévio.

Há muito não me surpreendo, quando algum consulente me pergunta, mesmo numa situação de grande sucesso, se vai ocorrer alguma perda, se tem algo ou alguém a persegui-lo, se contra ele foi feito algum feitiço, encomendado algum malefício.

Essa desconfiança, esse sentimento de angústia e aflição cresce a cada dificuldade com a qual temos que lidar. A garganta seca, os lábios tremem, um frio desce pela espinha, o estômago se contrai, o coração acelera.

Basta que o ser amado se atrase meia hora, o olhar atravessado do chefe ou a cobrança de algum familiar, para que esses sintomas se façam vigentes e nos abalem mortalmente. O maior problema ocorre sempre que eles servem de alavanca para uma resposta desproporcional, ou altamente emocional. É quando estragamos tudo!

Em vez de procurar as explicações, ouvir as razões, nosso impulso é deixar a ansiedade explodir. Abalados que já estamos por um grande número de situações-limite no dia a dia, nossa resposta vem sem filtros, e pode variar da mais impertinente agressão, até ao mais gélido silêncio.

É o que acontece quando nossa experiência interna perde a sincronia com a realidade exterior, onde, na verdade, na maioria das vezes, não está acontecendo nada de tão anormal ou inesperado, além dos nossos próprios pesadelos, das nossas próprias sentidas culpas.

Com frequência atendo situações assim, e sei como o auxílio espiritual, de autoconhecimento e harmonização, se revela forte e efetivo para superar ou, pelo menos, minimizar, os entraves que ele, o medo, acarreta.

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui .

Veja também

Fonte: Marina Gold

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade