0

Ajuda espiritual

Estamos comemorando noventa anos de uma descoberta virtuosa, que salvou um número enorme de vidas

12 out 2018
09h00
  • separator
  • comentários

Estamos comemorando noventa anos de uma descoberta virtuosa, que salvou um número enorme de vidas. Um achado, feito em 1928, pelo médico e bacteriologista escocês Alexander Fleming, a penicilina revolucionou a forma de tratar muitas doenças comuns ou graves – pneumonia, sífilis, difteria, meningite, bronquite, entre outras – e ampliou enormemente nossa expectativa de vida.

A penicilina revolucionou a forma de tratar muitas doenças comuns ou graves
A penicilina revolucionou a forma de tratar muitas doenças comuns ou graves
Foto: iStock

Assim como Fleming, podemos lembrar com gratidão de diversos benfeitores da humanidade: médicos, agrônomos, biólogos, químicos, políticos, engenheiros, inventores, entre outros. 

As religiões em geral colocam a atenção e o foco, quando se fala de benefícios para os seres humanos, em figuras místicas – Jesus, Buda, Krishna – ou religiosas – Ghandi, Madre Teresa, Dalai Lama, Papa João Paulo II. Porém, é preciso ampliar o horizonte.

Devemos compreender que inúmeros cientistas vieram prestar seus serviços para o planeta e a humanidade. São espíritos mais evoluídos, predestinados, que aceitaram a missão de vir para cá e nos ajudar na trajetória.  

Com a permissão da Inteligência Universal para avançar nossa situação, melhorar nossa condição, empurrar para adiante a vida que nos cabe viver. Esses espíritos merecem respeito e gratidão plena, trazem progresso e evolução.

Na nossa vida particular também temos, algumas vezes, encontros decisivos com pessoas que surgem ao acaso e que nos ajudam. São antibióticos para as ameaças bacteriológicas que muitas vezes nos rodeiam.

É preciso perceber que essa colaboração pode tanto vir de uma pessoa próxima, conhecido ou parente, como de um espírito que não podemos ver, mas cuja presença sentimos nas horas de dúvida e necessidade afetiva. 

Sempre que somos socorridos, numa situação limite, e encontramos nas palavras de alguém um remédio para melhorar nossa circunstância, podemos ter a certeza de que a Inteligência Universal está presente e se manifesta para nos ajudar e orientar nas dificuldades da vida. 

Corremos, porém, o risco de achar um mau conselheiro ou um espírito zombeteiro, que pode nos atrapalhar. Por que isso acontece? É o carma individual interferindo e impedindo a necessária ajuda.   

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui.

Veja também:

 

Fonte: Marina Gold

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade