PUBLICIDADE

Sol entra em Peixes e as energias ficam mais tranquilas

Peixes é regido por Netuno, o deus dos mares e oceanos

16 fev 2021 09h00
ver comentários
Publicidade

No dia 18, o Sol deixa Aquário e começa sua caminhada através de Peixes. Deixamos para trás um modo de funcionamento mental e nos conectamos ao mundo das emoções, tanto as pessoais quanto as coletivas. Peixes é o terceiro signo de água, dentro da trilogia Câncer/Escorpião/Peixes e carrega em si, uma intensa sensibilidade, uma forte sensitividade. 

Sol entra em Peixes e as energias ficam mais tranquilas
Sol entra em Peixes e as energias ficam mais tranquilas
Foto: Awebic

Peixes é regido por Netuno, o deus dos mares e oceanos, portanto, a coisa mais difícil para uma pessoa com predominância nesse signo é estabelecer limites. 

São muito caridosos, generosos, compassivos, emotivos e voltados para as forças sutis da vida, para tudo o que não é visível com os olhos físicos, pois está, praticamente o tempo todo, conectado à alma. 

Compreender e adaptar-se ao sistema que vivemos, no plano material de nossa existência, é sua grande tarefa. Peixes é dado a sacrifícios e tem uma forte tendência a suportar a dor de toda humanidade, é como uma antena, uma esponja, que atrai para si, as melhores e piores energias das pessoas e dos ambientes que frequenta. Por isso é de extrema necessidade que todos os que têm predominância nesse signo, saibam proteger-se. 

Com a entrada do Sol em Peixes, nos voltamos todos para o mundo das emoções, das nossas e das pessoas em nosso entorno. Tornamo-nos mais compassivos e abertos às necessidades da humanidade. Neste momento planetário tão difícil para todos, podemos ficar mais solidários, mais generosos, com nossos corações conectados à dor de todos. 

As intensas energias que fizeram parte de nossas vidas nas últimas semanas, a começar pela primeira semana de janeiro, começam a ficar definitivamente no passado. O primeiro a deixar Aquário é o Sol; no dia 25, é Vênus, depois Mercúrio. Permanecem em Aquário, Saturno e Júpiter durante o ano todo, a não ser na segunda quinzena de maio, junho e julho, quando Júpiter também entra em Peixes, até a última semana de Julho, quando retorna a Aquário. 

Esta é a primeira semana, portanto, que começamos a mudar o foco; o que nos atormentou nos últimos tempos, simplesmente, perde a força e fica no passado.

Com vários planetas em Peixes estaremos também mais voltados para o conforto e o bem estar da coletividade e, como Peixes é também um signo de saúde, por pertencer ao mesmo eixo que Virgem, podemos esperar alguns novos passos na direção de soluções para o caos que alguns países ainda vivem por conta do coronavírus. Novas saídas podem ser encontradas. É o que todos esperamos. 

De uma maneira ou de outra, estaremos mais tranquilos, interiorizados e em busca de respostas que residem no plano espiritual para encontrarmos um sentido para este difícil momento planetário.

Fonte: Eunice Ferrari
Publicidade
Publicidade