PUBLICIDADE

Céu indica dezembro como 'divisor de águas' e promete leveza

Novo ano começa com uma ênfase no elemento ar, trazendo mais leveza às nossas vidas

30 nov 2020 09h00
ver comentários
Publicidade

O mês começa sob as energias da Lua Cheia que chegou dia 30 de novembro, em Gêmeos e acompanhada de um eclipse, prometendo mudanças importantes e divisoras de águas nos próximos seis meses. Todos sentiremos as mudanças em algum setor de nossas vidas, mas geminianos e sagitarianos sentirão com mais força, pois ambos pertencem ao mesmo eixo, que é um eixo mental, que envolve novos conhecimentos, trocas, estudos, movimento, o ensino e o aprendizado. O novo ano começa com uma ênfase no elemento ar, trazendo mais leveza às nossas vidas, depois da predominância dos elementos água e terra, mais pesados, nos últimos anos.

Foto: kevron2001/iStock

Marte já começa a ser pressionado novamente, por Saturno, Júpiter e Plutão em Capricórnio e os dias de dezembro podem ser ainda tensos, em que devemos tomar cuidado com a agressividade, tanto a nossa, como das pessoas em nosso entorno. A segunda onda do coronavírus tende a estar ainda forte durante as duas primeiras semanas de dezembro. No entanto, a partir do dia 16 e do dia 19, com a entrada de Saturno e Júpiter em Aquário, respectivamente, já vamos começar a perceber uma diminuição de contágios e mortes, pois esses dois planetas se afastam de Plutão. O ano começa sob uma energia bem mais palatável a todos.

No primeiro dia do mês, Mercúrio deixa Escorpião e começa sua caminhada através de Sagitário, caminha na direção do Sol no mesmo signo e melhora a comunicação, nos torna mais aberto, sociáveis e voltados para as amizades. Estaremos todos mais dinâmicos, agitados e interessados em novos conhecimentos, no ensino e no aprendizado. Mercúrio em Sagitário nos torna mais otimista e conectados ao aprendizado de novas filosofias de vida e à espiritualidade.

No dia 14, por volta das 14 horas, a Lua começa um novo ciclo, entra na fase Nova em Sagitário, chega unida a Mercúrio, em ótimo aspecto com Marte, em tenso aspecto com Netuno e acompanhado de um eclipse, nos voltamos com mais intensidade e força para a espiritualidade. Essa energia estará presente em nós, pelo menos, nos próximos seis meses. Algo em nós começa a mudar efetivamente e sentimos uma forte necessidade de estarmos mais conectados às nossas almas. Estaremos todos mais assertivos e determinados a alcançar metas, que partem do pessoal e atingem o coletivo.

A partir do dia 15, Vênus deixa Escorpião e começa sua caminhada através de Sagitário e os relacionamentos ficam mais leves, a comunicação melhora, trazendo benefícios às DRs. O período envolve alegria, prazer, leveza e divertimentos, aliás, todos estamos precisando.

Nos últimos minutos do dia 16, trago a melhor notícia dos últimos anos: Saturno deixa Capricórnio, depois de 3 anos nesse signo e começa sua caminhada através de Aquário, o signo da nova era. Saturno é um planeta de aprendizados e, estando ele em qualquer signo, trará lições, normalmente difíceis a todos nós. Como Aquário é um signo de coletividade, os aprendizados serão mais no nível do coletivo, mas sempre, é claro, partindo do indivíduo. Saturno em Aquário promete nos deixar, por bem ou por mal, mais conscientes de que vivemos em uma coletividade e que a interdependência deve ser a palavra de ordem. Saturno permanece em Aquário durante três anos e, é claro, aquarianos e aquarianas, leoninos e leoninas, taurinos e taurinas e escorpianos e escorpianas, serão os mais impactados pela sua presença nesse signo.

No dia 19, é a vez de Júpiter entrar em Aquário e, de mãos dadas com Saturno, adentram o signo dos aprendizados coletivos. Júpiter é o planeta das benesses, das oportunidades de crescimento e expansão, das viagens físicas, mentais e intelectuais. Em Aquário, teremos oportunidades de expandimos nossas consciências para uma vibração superior, uma vibração aquariana, nos preparamos para o novo paradigma que já está se instalando em nossa sociedade. O mundo começa a mudar, real e efetivamente.

No dia 20, Mercúrio começa sua caminhada através de Capricórnio e nos voltamos para nossa interioridade. Mercúrio em Capricórnio nos deixa mais sérios, mais responsáveis com as palavras e os pensamentos e mais comprometidos com a comunicação. Estaremos mais fechados, introspectivos e calados.

No dia 21, o Sol começa a caminhar através de Capricórnio marcando um novo ciclo, o solstício de verão no hemisfério sul e de inverno no hemisfério norte. Todos nos tornamos mais fechados e responsáveis, nos preocupamos mais com as estruturas, sejam elas familiares ou profissionais. Chega o Natal e, certamente, todos estaremos mais interiorizados, refletindo sobre o ano que está no fim, um ano, atípico, que nos mostrou nua e cruamente nossa impotência como espécie humana, que começou a nos apontar para a necessidade de uma sociedade mais humanizada e menos arrogante.

No dia 29, a Lua continua seu ciclo, entra na fase Cheia em Câncer, chega em tenso aspecto com Quíron em Áries e nos traz a possibilidade de cura. No entanto, para nos curarmos, precisamos compreender o sentido mais amplo de família, que nos remete a um sentido maior, de família humana. Precisamos aprender o amor, a gentileza e o cuidado, características muito marcantes do signo de Câncer.

Terminamos o mês, o ano e o ciclo de Saturno por Capricórnio, que durou três pesados anos e nos trouxe inúmeros e difíceis aprendizados, mas também nos trouxeram maturidade, sensatez e resiliência.

Fonte: Eunice Ferrari
Publicidade
Publicidade