PUBLICIDADE
Logo do

Cruzeiros › Destinos

Natureza e história medieval seduzem turistas em Dubrovnik

Cidade croata é uma das mais visitadas por cruzeiros no Mar Adriático

16 jun 2015 08h00
ver comentários
Publicidade

Dubrovnik é um dos portos mais movimentados por cruzeiros no Mar Adriático e também uma das grandes belezas da Croácia. Conhecida pelas muralhas medievais que protegiam sua área antiga, a cidade está entre as que mais recebem navios na região. As belezas naturais, as ilhas quase inabitadas e os pontos históricos são as principais atrações para os visitantes que chegam até esse Patrimônio da Humanidade. Confira 10 lugares para conhecer em uma escala em Dubrovnik.

Muralhas - As muralhas medievais estão entre os maiores atrativos de Dubrovnik. Construído para proteger a Cidade Antiga de ataques inimigos, o complexo de defesa mais bem preservado da Europa mantém ainda hoje 1940 metros de muros, cinco fortes e 16 torres e bastiões.

Lovrjenac - O forte de Lovrjenac fica a oeste da Cidade Antiga em cima de uma rocha de 37 metros de altura. Um dos símbolos da cidade e da liberdade, a fortificação é datada de 1301 e foi usada para defesa e como entrada pelo oeste de Dubrovnik no passado. Acima da entrada do forte há a famosa inscrição em latim Non bene pro toto libertas venditur auro, que significa em livre tradução “Liberdade não pode ser vendida por todo o ouro do mundo”.

Fortes e muralhas fazem parte da paisagem de Dubrovnik
Fortes e muralhas fazem parte da paisagem de Dubrovnik
Foto: Phant/Shutterstock

Stradun - Principal espaço ao ar livre de Dubrovnik, a Stradum é uma rua dentro da Cidade Antiga. Nela ocorrem festas e procissões, além de ser um ponto de encontro de amigos na região. A Stradum divide a zona antiga em sul e norte e sua origem data do século XI.

Lazaretto e o Porto da Cidade Antiga - Nos tempos antigos Dubrovnik foi um cruzamento de rotas de caravanas e para combater a Peste Negra a população construiu lazarettos, que serviam como hospitais isolados. Pessoas que chegavam de áreas suspeitas de contaminação eram proibidas de entrar na cidade a partir de um decreto de 1377 e precisavam passar uma quarentena em ilhas no entorno da cidade. O lazaretto segue preservado até os dias atuais, mas agora seus prédios são usados para workshops de artes e artesanato, apresentações folclóricas e jovens artistas.

Srđ - Panorama e Museu - Localizado no monte Srđ, o Forte Imperial foi construído estrategicamente durante a ocupação de Napoleão em 1810. Durante a Guerra da Independência da Croácia, o forte teve importante papel como primeira linha de defesa. Atualmente ele é um museu sobre a guerra e a região em que está localizado oferece uma bela vista da cidade.

Igreja de São Brás - Dubrovnik conta com belas igrejas, entre elas a de São Brás, padroeiro da cidade. Construída em estilo barroco em 1715 no local onde antes ficava outro templo, este em estilo romanesco, ela conta com uma estátua de São Brás do século XV, em estilo gótico. O órgão da igreja é uma de suas atrações, mas nem sempre é possível visitá-la enquanto alguém o toca.

Praça Marin Držić - A cidade também é conhecida por suas praças, sendo a Marin Držić uma das principais. Ela fica em frente à Catedral de Dubrovnik e leva para o distrito de Karmen, para o porto e para o Aquarium. Além da Catedral, a praça abriga o Palácio Sorkočevič, a pequena igreja de São Bartolomeu, galerias e memoriais.

Trsteno - Esta vila localizada a 20 quilômetros ao oeste de Dubrovnik tem seu nome originário da palavra croata trstika (cana-de-açúcar), que cresce nessa área abundante em água. Na região ficam dois plátanos orientais gigantes, com mais de 400 anos cada, que são considerados os maiores da espécie na Europa. A principal atração da vila é o Trsteno Arboretum, o mais antigo jardim botânico desta parte do mundo, datado do final do século XV.

Ilha de Lokrum - De acordo com a lenda, o rei inglês Ricardo Coração de Leão encontrou abrigo na Ilha de Lokrum em 1192, após o navio em que voltava das Cruzadas na Palestina sofrer um naufrágio. Como sinal de gratidão, Ricardo prometeu construir uma igreja no local. O rei cumpriu parte da promessa ao pagar a continuação da construção da Catedral da cidade.

Ilhas Elafite - As Ilhas Elafite fazem parte da história de Dubrovnik. Nelas foram encontrados sinais de ocupação grega e romana, e durante a era de ouro da cidade, nos séculos XV e XVI, elas tiveram sua população ampliada. Das 13 ilhas, apenas três são habitadas e podem ser visitadas em passeios em barco a vapor: Koločep, Lopud e Šipan. Nelas é possível conhecer antigas igrejas croatas e prédios históricos, além de curtir as praias.

Veja roteiros:

7 noites: Cruzeiro a bordo do Splendour of the Seas, da Royal Caribbean International, com partida de Veneza, na Itália, em 7 de novembro. Escalas em Dubrovnik e Split, na Croácia, Rodes, na Grécia, e Éfeso, na Turquia. Cabines a partir de R$ 1.943 por pessoa, mais taxas.

7 noites: Cruzeiro a bordo do MSC Poesia, da MSC Cruzeiros, com partida de Veneza em 14 de novembro. Escalas em Bari, na Itália, Katakolon, na Grécia, Istambul e Izmir, na Turquia, e Dubrovnik, na Croácia. Cabines a partir de R$ 1.304,73 por pessoa, mais taxas.

Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada Conheça o cruzeiro que será novidade na próxima temporada

Fonte: Canarinho Press
Publicidade
Publicidade