0

Por que todos temem Saturno?

Saturno é um deus que traz a oportunidade de crescermos e amadurecermos, tanto internamente, quanto na vida prática

25 fev 2021
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Saturno é um dos planetas mais lindos do zodíaco, mas, sem nenhuma dúvida, o mais temido pelas pessoas que conhecem superficialmente a astrologia. Hoje saio em defesa de Saturno, pois sem sua existência, não conseguiríamos construir absolutamente nada. 

Planeta Saturno
Planeta Saturno
Foto: da-kuk / iStock

Uma esotérica importante, chamada Alice A. Bailey disse: "Quando o discípulo reconhece Saturno como o deus que dá oportunidade e não o vê apenas como a divindade que traz desventura, então ele está no caminho do aprendizado e não apenas teoricamente, mas de fato, verdadeiramente".

Saturno é isso: um deus que traz a oportunidade de crescermos e amadurecermos, tanto internamente, quanto na vida prática. 

Saturno, antes de mais nada, tem a ver com nossos processos psíquicos e as experiências que nos levam a mexer mais intensa e profundamente com esses processos. As experiências que Saturno nos traz, na verdade, nos remetem à profundidade de nossas emoções e sentimentos, traz à tona nossas dificuldades mais dolorosas, mas, junto com elas, nossas potencialidades escondidas ou ignoradas. 

Portanto, nos trânsitos de Saturno, não vivemos apenas os processos de dor, de enfrentamento de obstáculos e aumento das responsabilidades e limites, mas o processo psíquico que essas dificuldades nos remetem e a partir dessa vivência, expandimos nossa consciência, amadurecemos e melhoramos como seres humanos. 

Como humanos, trazemos em nós, um impulso inconsciente na direção do equilíbrio e da unidade, ou seja, na direção de nossa integralidade. Buscamos essa integralidade o tempo todo em nós mesmos ou através de relacionamentos, que não passam de projeções do que necessitamos, para nos sentirmos completos psiquicamente. 

É claro que qualquer trânsito de Saturno mobiliza áreas de nós mesmos e experiências que preferíamos evitar, pois ele nos remete a sentimentos e situações que envolvem limites, restrições, excesso de trabalho, dor, responsabilidade, queda da energia vital, autocontrole, sensatez, cautela e nos coloca em contato com medos que preferíamos não conhecer. Nos sentimos frustrados, limitados e com um medo imenso de perdermos o que construímos com tanto trabalho e empenho. 

Saturno é conhecido como o planeta do carma, o que nos leva a crer que as experiências que ele nos obriga, estão relacionadas ao autoconhecimento, crescimento, amadurecimento e consequente libertação. Só nos libertamos de nossas próprias amarras quando nos deparamos com nossa pior “porção” e a transformamos. Essa é a experiência de quase morte e renascimento que Saturno nos possibilita e, assim que a experiência termina ou é melhor assimilada, “milagrosamente”, nossa vida é transformada. Nos tornamos melhores e nossas vidas ganham um novo sentido.

Veja também:

Lua nova em Áries: Um grande e novo ciclo começa!
Fonte: Eunice Ferrari
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade