PUBLICIDADE

Vídeo mostra gravação de filme, não encenação de mortes no conflito entre Hamas e Israel

11 out 2023 - 18h28
Compartilhar
Exibir comentários

Não é verdade que um vídeo registra o momento em que uma equipe de gravação forja uma cena de violência contra uma criança no conflito entre Hamas e Israel. A filmagem compartilhada pelas peças de desinformação mostra os bastidores do curta-metragem "Empty Place" (Espaço Vazio, em português), lançado em 2022, que conta a história real de um jovem palestino acusado de esfaquear cidadãos israelenses.

Publicações com o conteúdo enganoso somavam 10 mil compartilhamentos no X (ex-Twitter) e 4.000 visualizações no Telegram até a tarde desta quarta-feira (11).

Selo falso

A gravação de cenas de guerra em Israel
Cena de gravação de filme circula como se mostrasse equipe forjando cena de violência no conflito entre Israel e o Hamas
Cena de gravação de filme circula como se mostrasse equipe forjando cena de violência no conflito entre Israel e o Hamas
Foto: Aos Fatos

Cenas dos bastidores do curta-metragem "Empty Place", dirigido por Awni Eshtaiwe, têm circulado nas redes como se mostrassem uma equipe de gravação forjando registros de violência no contexto do conflito armado entre Israel e Hamas. As imagens mostram uma cena em que o protagonista do filme é atropelado por um carro.

O curta-metragem conta a história real do adolescente palestino Ahmed Manasra, preso desde 2016 em Israel após ser condenado por tentativa de homicídio. Ele e um primo — morto a tiros pela polícia — foram acusados de esfaquear dois cidadãos israelenses. Os familiares dos jovens negam que eles tenham cometido os crimes.

O registro original do vídeo que agora circula fora de contexto foi publicado na conta do TikTok de Mohamad Awawdeh, operador de câmera que integrou a equipe de filmagem, em abril de 2022 — antes, portanto, do conflito armado iniciado no sábado (7).

@awawdehproduction

كواليس تصوير مشهد اعداء المستوطنين على الطفل احمد مناصرة

♬ original sound - Mohamad awawdeh

Desde o início da semana, Aos Fatos tem checado diversas publicações enganosas sobre o conflito entre Israel e o Hamas, que já causou a morte de ao menos 2.300 pessoas. Nas redes brasileiras, destacam-se peças de desinformação que buscam associar o governo Lula (PT) ao grupo extremista e vídeos descontextualizados que circulam como se mostrassem cenas reais da guerra.

Referências:

1. YouTube (Fontes 1 e 2)

2. Al Jazeera

3. Reuters

4. Tik Tok

5. G1

6. Aos Fatos

Aos Fatos
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade