PUBLICIDADE

Verstappen vence o GP da Espanha de F-1, e Norris, com carro mais rápido, é 2º

Piloto holandês conta com boa estratégia da Red Bull durante corrida; Lewis Hamilton, da Mercedes, completa o pódio neste domingo

23 jun 2024 - 12h26
Compartilhar
Exibir comentários

Max Verstappen venceu o GP da Espanha de Fórmula 1 neste domingo, 23, e conquistou sua 61ª vitória após uma boa estratégia da Red Bull. O britânico Lando Norris, da McLaren, largou na pole position e terminou na segunda colocação, mas não gostou do resultado. O terceiro lugar ficou com Lewis Hamilton, da Mercedes, que conquistou seu primeiro pódio na temporada.

"Tivemos que fazer uma corrida defensiva porque Lando e a McLaren eram muito rápidos", afirmou Verstappen, que chegou pouco mais de dois segundos à frente de Norris. O piloto britânico terminou com a volta mais rápida, mas demonstrou insatisfação. "Deveríamos ter vencido. Tínhamos o carro mais rápido, mas perdemos no início", afirmou Norris, referindo-se à largada.

Pole position, Norris tentou diminuir o espaço de Verstappen, que saiu do seu lado. George Russell, que ocupava a quarta posição no grid, aproveitou o espaço deixado por Norris, fez a primeira curva por fora e assumiu a liderança. Norris e Verstappen entraram na curva lado a lado, mas o tricampeão estava por dentro e saiu na frente, mantendo o segundo lugar.

No final da segunda volta, Verstappen ouve pelo rádio da Red Bull que aquela poderia ser uma ótima oportunidade e agiu. Ultrapassou a Mercedes de Russell e assumiu a liderança. Depois disso, a vantagem do holandês foi aumentando.

Na 16ª das 66 voltas, Russell e Carlos Sainz, que estava na quinta colocação, foram para os boxes. A Ferrari conseguiu uma troca muito mais rápida do que a Mercedes (2,2 segundos contra 5,6), e Russell e Sainz voltaram lado a lado, mas com o inglês na frente.

Verstappen fez uma parada muito rápida (1,9 segundo) na 18ª volta e retornou à pista na quarta posição, atrás de Norris, Charles Leclerc, da Ferrari, e Oscar Piastri, da McLaren, que ainda não haviam trocado de pneus. O piloto da Red Bull reassumiu a liderança na 24ª volta, quando Leclerc foi ao boxes.

Na disputa pela sexta colocação, Lewis Hamilton, da Mercedes, atacou Sainz na primeira curva do 19º giro e quando estavam lado a lado houve um leve toque. A ultrapassagem gerou reclamação do espanhol, que apontou uma manobra ilegal.

Após todos os pilotos completarem uma parada, Norris aparecia em quinto lugar, atrás de Sainz. Na frente estavam Verstappen, Russell e Hamilton. O piloto da McLaren, então, ultrapassou Sainz e Hamilton e protagonizou uma bela disputa com Russell na volta 35. Norris passou à frente na curva 3, levou o troco na 4, mas assegurou a segunda posição na curva 6.

Ao assumir a segunda colocação, Norris estava mais de oito segundos atrás do líder Verstappen, mas com pneus mais conservados. Quando o piloto da Red Bull foi aos boxes para sua segunda parada, a vantagem já havia diminuído para menos de cinco segundos. Verstappen voltou na terceira colocação.

Norris parou para trocar os pneus três voltas depois de Verstappen e quando retornou à pista estava novamente 8 segundos atrás do líder, com o mesmo tipo de pneus, macios. A diferença chegou a cair para menos de 3 segundos na volta final, mas Verstappen administrou a vantagem para conquistar mais uma vitória.

Verstappen lidera o Mundial com 219 pontos. Norris assumiu a segunda posição com 150, dois a mais do que Carles Leclerc, da Ferrari. A próxima etapa será na Áustria, com o treino classificatório e a corrida sprint no dia 29 junho e o GP no dia 30.

Confira a classificação final do GP da Espanha

  1. Max Verstappen (RBR), em 1h28min227
  2. Lando Norris (McLaren), a 2s219
  3. Lewis Hamilton (Mercedes), a 17s790
  4. George Russell (Mercedes), a 22s320
  5. Charles Leclerc (Ferrari), a 22s709
  6. Carlos Sainz (Ferrari), a 31s028
  7. Oscar Piastri (McLaren), a 33s760
  8. Pierre Gasly (Alpine), a 30s021
  9. Sergio Pérez (RBR), a 59s524
  10. Esteban Ocon (Alpine), a 62s025
  11. Nico Hulkenberg (Haas), a 71s889
  12. Fernando Alonso (Aston Martin), a 79s215
  13. Guanyu Zhou (RB), a uma volta
  14. Lance Stroll (Aston Martin), a uma volta
  15. Valtteri Bottas (Sauber), a uma volta
  16. Kevin Magnussen (Haas), a uma volta
  17. Daniel Ricciardo (RB), a uma volta
  18. Alexander Albon (Williams), a uma volta
  19. Yuki Tsunoda (RB), a uma volta
  20. Logan Sargeant (Williams), a duas voltas
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade