PUBLICIDADE

Museu do Hip Hop faz coleta e distribuição de doações no RS

Artistas como BK´, Emicida, Felipe Ret, Hungria, L7NNON, Mano Brown, Orochi e Papatinho deram suas contribuições

16 mai 2024 - 09h42
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
O Museu da Cultura Hip Hop do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, está funcionando como ponto de coleta e distribuição de doações, com colaboradores e funcionários atuando como voluntários, ajudando as famílias atingidas pela tragédia. Quando às atividades regulares, estão suspensas, como o anúncio dos selecionados através dos editais do programa Vem Pro Museu
Museu do Hip Hop de Porto Alegre está funcionando das 8h às 17h, de quarta-feira a domingo, para receber e para doar
Museu do Hip Hop de Porto Alegre está funcionando das 8h às 17h, de quarta-feira a domingo, para receber e para doar
Foto: Beija-Flor Prod

O Museu da Cultura Hip Hop do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, interrompeu as atividades, tornando-se ponto de coleta e distribuição de doações. Colaboradores e funcionários atuam como voluntários. Ainda não há previsão de retorno ao funcionamento normal. 

Diante de toda catástrofe, a infraestrutura do Museu da Cultura Hip Hop RS sofreu apenas pequenas avarias. Por isso, além de ponto de recebimento e doações, fornece água potável aos vizinhos.

“Deixamos aqui mais um apelo a todos que continuem fazendo suas doações e o que puderem em prol das famílias atingidas”, pede Rafa Rafuagi, fundador e coordenador de autogestão e sustentabilidade do Museu da Cultura Hip Hop RS.

Quem doa, para onde vai?

Instituição recém-inaugurada, o Museu da Cultura Hip Hop, em parceria com o Rap In Cena, tem sido uma importante engrenagem diante da tragédia no Rio Grande do Sul. Hip hoppers de todo o Brasil estão ajudando.

São nomes como BK´, Emicida, Felipe Ret, Hungria, L7NNON, Mano Brown, Orochi e Papatinho fizeram suas doações por intermédio das ações do Museu e Rap In Cena. 

O pessoal do hip hop do Rio Grande do Sul concentrado no Museu do Hip Hop. Atitude e proceder, conforme prega a cultura
O pessoal do hip hop do Rio Grande do Sul concentrado no Museu do Hip Hop. Atitude e proceder, conforme prega a cultura
Foto: Beija-Flor Prod

Entre as doações, estão mais de 60 mil litros de água, onze toneladas de alimentos e duas toneladas de ração. O Museu ainda recebeu dois caminhões de roupas de cama, toalhas e travesseiros, além de produtos de higiene pessoal e limpeza. 

A distribuição das doações está sendo feita para abrigos e movimentos da cultura hip hop, da região metropolitana de Porto Alegre. Cidades como Porto Alegre, Esteio, Alvorada, Canoas, Viamão, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul e São Leopoldo já foram atendidas.

Atividades adiadas

Diante da tragédia que atinge todo o estado do Rio Grande do Sul, o Museu da Cultura Hip Hop adiou o anúncio dos selecionados através dos editais do programa Vem Pro Museu, financiado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Petrobras.

Entre as doações, estão mais de 60 mil litros de água, onze toneladas de alimentos e duas toneladas de ração
Entre as doações, estão mais de 60 mil litros de água, onze toneladas de alimentos e duas toneladas de ração
Foto: Granja Films

Prevista para 6 de maio, a lista dos nomes não foi publicada e um novo prazo deve ser divulgada conforme a situação no estado começar a ser restabelecida.

A coordenação do Museu da Cultura Hip Hop RS pede atenção ao horário de atendimento para receber doações.

O espaço está funcionando das 8h às 17h, de quarta-feira a domingo.  O endereço do Museu é Rua Parque dos Nativos 545, Vila Ipiranga, Porto Alegre.

Fonte: Visão do Corre
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade