PUBLICIDADE
Logo do

Sensibilidade

Problema na gengiva causa sensibilidade; saiba como evitar

Quase ⅓ dos brasileiros sofre com esse mal; saiba mais sobre a sensibilidade e como tratá-la

7 jan 2022 11h08
Publicidade
Problema na gengiva causa sensibilidade nos dentes; saiba como evitar
Problema na gengiva causa sensibilidade nos dentes; saiba como evitar
Foto: Pexels

A sensibilidade é uma grande qualidade do ser humano, mas em ao menos uma ocasião ela não é bem-vinda: quando atinge em cheio os nossos dentes, causando dor e desconforto. Se você sofre desse mal, não se sinta sozinho: quase um terço dos brasileiros vive com a sensibilidade, que coloca essa condição como o maior problema bucal entre os brasileiros.

O problema, além de comum, é de fácil diagnóstico: dores ao ingerir alimentos muito frios, desconforto ao fazer limpeza dos dentes na cadeira do dentista, impossibilidade de realizar clareamento dental, dificuldade de consumir comidas ácidas e doces ou, ainda, dores por conta de vento frio nos dentes. Só quem vive na pele um ou mais desses sintomas sabe os efeitos negativos que a sensibilidade causa não apenas na saúde bucal, mas também na qualidade de vida.

Em linhas gerais, a hipersensibilidade dentinária ocorre quando há um maior estímulo do meio externo ao nervo do dente, seja por haver menos tecido que o proteja, seja por esse tecido estar mais permeável. Os dentes têm três tecidos principais: esmalte, dentina e cemento, que cobre a raiz. A coroa do dente, ou seja, a parte visível dele, é coberta pelo esmalte e a dentina, que protege o nervo do dente. Por não ser maciça, a dentina recebe estímulos externos e quando alimentos e bebidas frias, ácidas ou doces chegam ao nervo do dente podem provocar dor. 

A hipersensibilidade dentinária pode ser causada por vários fatores, como retração da gengiva, desgaste dos dentes, consumo de alimentos e bebidas ácidas, escovação dentária incorreta (com pastas de dente abrasivas e escovas de cerdas duras), uso de próteses, clareamento dental recente e doença periodontal.

Apesar de incômoda, a boa notícia é que a sensibilidade dentinária tem tratamento e pode ser amenizada. A primeira atitude é procurar um dentista de confiança para identificar a sua causa. Somente após isso o profissional poderá indicar o que melhor atenderá a necessidade do paciente. Entre as opções estão laser de baixa potência com ação analgésica e anti-inflamatória, verniz de flúor para ajudar a mineralizar o esmalte e a dentina, agente fixador para impermeabilizar a superfície da dentina, entre outros.

Em casos mais extremos, utilizado quando a sensibilidade é provocada pela retração da gengiva e a raiz dos dentes fica exposta, a indicação é a cirurgia de recobrimento, que coloca a gengiva no lugar. Técnicas como enxerto gengival e regeneração tecidual guiada também podem ser utilizadas após exame clínico minucioso.

Além disso, é fundamental utilizar produtos dentais específicos para o problema, como os da linha Colgate Sensitive Pro-Alívio Imediato, um creme dental para sensibilidade que oferece alívio imediato e previne o sangramento na gengiva e a retração gengival, uma das principais causas da sensibilidade.

Algumas medidas simples podem ser adotadas para amenizar o problema:

- Evite alimentos muito ácidos e refrigerantes e beba água logo após ingeri-los;
- Use uma escova de cerdas muito macias;
- Escove corretamente os dentes, mas não em demasia;
 - A escova deve estar a 45 graus em relação aos dentes para alcançar mais fundo na gengiva;
- Use apenas enxaguantes bucais indicados pelo seu dentista.

Fonte: Conteúdo patrocinado por Colgate
Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
Publicidade