PUBLICIDADE
Logo do

Sensibilidade

Sopa é janta, sim! Mas e a sensibilidade, como fica?

Se você sofre com esse mal, veja algumas dicas para amenizá-lo e continuar saboreando a sua deliciosa sopinha

20 jul 2021 10h00
Publicidade
Foto: Pexels

Nem todo mundo gosta, mas se existe uma verdade absoluta é a de que, ao menos uma vez por ano, o friozinho chega (ou, ao menos, deveria). E para aquecer o corpo e também o coração, nada mais gostoso do que uma bela sopa. Não importa se você é do tipo que acha que sopa é janta ou se é daqueles que não se sente saciado com essa refeição, a sopa é nutritiva e faz muito bem para a saúde.

A pergunta que fica é: como lidar com a sensibilidade nesses casos? Apesar da cárie ser o problema odontológico mais abordado pela imprensa especializada, quase um terço dos brasileiros convivem com a sensibilidade nos dentes. O que coloca essa condição como o maior problema bucal entre a população do país.

Muitos fatores podem ser a causa da chamada hipersensibilidade dentária: escovação incorreta, alto consumo de alimentos e bebidas ácidas, próteses, retratação da gengiva, desgaste dos dentes e até um recente clareamento dental.

Para indicar o melhor tratamento, é preciso fechar o diagnóstico, uma vez que a sensibilidade dentinária tem muitas causas. Há o laser de baixa potência com ação analgésica e anti-inflamatória, verniz de flúor para ajudar a mineralizar o esmalte e a dentina, agente fixador para impermeabilizar a superfície da dentina, entre outros.

Se você sofre com esse mal, veja algumas dicas para amenizá-lo e continuar saboreando a sua deliciosa sopinha:

Escolha a escova com cuidado
A escova deve ter grande quantidade de cerdas e ser do tipo ultramacia. As cerdas arredondadas também são indicadas.

Fique longe de bebidas ácidas
Refrigerantes, energéticos, isotônicos, devem passar longe dos dentes. Mesmo sucos mais ácidos devem ser ingeridos com canudinho. Assim evita-se o contato da acidez com os dentes.

Na salada
O mesmo ocorre com o vinagre. Opte apenas pelo azeite e sal para evitar o choque nos dentes sensíveis.

Tenha sempre um chiclete na bolsa ou no bolso
Em vez de comer e ir direto escovar os dentes, vale mascar uma goma sem açúcar. Isso estimulará o fluxo salivar, que neutraliza a acidez da boca. Por outro lado, caso a escovação seja feita com o pH desequilibrado, a acidez é passada nos dentes pela escova, o que desmineraliza o esmalte.

Higiene impecável
Escovar os dentes, passar fio dental, limpar a língua são passos imprescindíveis para deixar a boca saudável. Consequentemente, a cárie não se instalada e o esmalte dentário não corre riscos.

Cuidado com a força
A escovação não exige força e sim movimentos e ferramentas adequadas. A pressão em demasia pode desgastar o esmalte e piorar a sensibilidade. A escova deve estar a 45 graus em relação aos dentes para alcançar mais fundo nas gengivas.

Trate o bruxismo
Caso exista a desconfiança de bruxismo, é importante ir ao dentista para tratar o problema. O profissional pode indicar placas para serem usadas durante a noite, que evitam o desgaste do esmalte dental.

Fonte: Equipe portal
Publicidade