PUBLICIDADE

"Tutor do Joca está inconsolável, à base de calmantes", diz veterinária que acompanha o caso

Para a ativista animal Daniela Souza, é preciso que haja um procedimento padrão nas empresas aéreas para evitar que outras mortes de pets voltem a ocorrer

24 abr 2024 - 00h12
(atualizado às 15h32)
Compartilhar
Exibir comentários
Cachorro morre após falha no transporte aéreo da companhia Gol:

O que deveria ser uma viagem simples, de duas horas e meia,  virou um pesadelo. A morte do cachorro Joca, em um voo da Gol Linhas Aéreas após um erro no percurso da aeronave, gerou comoção em todo o país. Um dia que o tutor do golden retriever de aproximadamente 5 anos, João Fantazzini, dificilmente vai esquecer.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Daniela Souza (@dra_danielasouza)

A médica veterinária Daniela Souza faz parte do movimento Cadeia para Maus Tratos, encabeçado pelo deputado federal Delegado Bruno Lima. Em Guarulhos, prestou assistência inicial ao tutor de Joca. Nesta entrevista exclusiva, ela fala do estado emocional de João após a morte do pet:  "Inconsolável... À base de calmantes, não consegue se manifestar nem raciocinar direito de tanta dor".

Uma dor que reverberou em toda a internet. A indignação diante de um erro tão grotesco fez com que muitos chorassem junto com João esta perda.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Perfil.com Brasil (@perfilcombrasil)

Erros que culminaram na morte de Joca

Para que Joca não vire só mais um número em relação às mortes de pets em voos, a ativista animal faz um apelo: "Hoje, a gente sabe que os animais são senscientes: sentem dor, fome, frio medo e este tipo de viagem  precisa ser regulamentado com veterinários acompanhando todo o trajeto. Funcionários devem ser treinados para este processo... ou a empresa aérea se encaixa,  está preparada para este tipo de transporte, ou não faz este serviço", pondera.

O cachorro Joca morreu durante um voo da Gol
O cachorro Joca morreu durante um voo da Gol
Foto: Reprodução / Perfil Brasil

Resposta da Gol Linhas Aéreas

A companhia aérea Gol anunciou a suspensão temporária do serviço de transporte de cães e gatos no porão das aeronaves após a morte de Joca. A suspensão, entra em vigor a partir de 24 de abril e durará 30 dias, indo até 23 de maio. A Gol afirma que esse período será dedicado a concluir a investigação do incidente.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade