PUBLICIDADE

ʽDevo, não nego, pago quando puderʼ, diz empresário preso acusado de dar golpe de R$ 43 milhões

Empresário é acusado de operar esquema de pirâmide com aluguel de carros em São Paulo

23 abr 2024 - 12h02
(atualizado às 12h24)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução/YouTube

O empresário Cláudio Roberto Reis, de 50 anos, e a filha Thalita Reis, de 29, foram presos no último dia 10 de abril em Porto, Portugal, acusados de dar um golpe milionário com aluguel de carros no Brasil.

Pai e filha teriam causado um prejuízo de R$ 43 milhões. Em entrevista ao jornal O Globo, Reis admitiu dever aos clientes, mas negou o total da dívida: “Devo, não nego, pago quando puder”.

De acordo com a Polícia Judiciária (PJ), a dupla era procurada pela "prática dos crimes de associação criminosa e burla (fraude) qualificada". Era um suposto golpe em formato de pirâmide. 

"Se eu tivesse R$ 43 milhões, iria me aliar a gente poderosa, fazer cirurgia plástica, trocar meu passaporte e ir para um paraíso fiscal. Não vim com R$ 43 milhões", acrescentou o brasileiro.

Reis e Thlita trabalhavam a partir de Hortolândia, interior de São Paulo, gerenciando a empresa RT&T – Rent a Car Locadora de Veículos entre março de 2019 e junho de 2022.

A empresa tinha funcionários indiretos, ou “amigos que indicavam amigos” para alugar carros com a promessa de receber o dinheiro de volta, o que não aconteceu em centenas de casos.

Segundo o O Globo, Reis saiu em condicional. Já Thalita segue presa. Ambos aguardam a conclusão do processo de extradição para o Brasil. 

Faturamento bilionário: confira o ranking dos maiores supermercados do Brasil Faturamento bilionário: confira o ranking dos maiores supermercados do Brasil

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade