Especialista dá detalhes a sobre higiene bucal das crianças

Criança com dente manchado pode realizar clareamento?

14 ago 2019
10h00

Muitas vezes abordamos em nosso canal questões específicas sobre saúde bucal, um tipo de procedimento, mas é consenso de que os cuidados básicos e a prevenção são os melhores aliados para um sorriso brilhante, seja o seu ou de seu filho. Confira nosso papo com a Dra. Fernanda Pires Vaz Döring:

 

Quais são os principais pontos para escolher as primeiras escovas de dente dos pequenos?

Na hora de escolher a escova de dente dos pequenos, existem tantas opções que a decisão pode ser difícil!

É importante entender, que existem “escovas” para as várias fases da criança.

Quando nascem os primeiros dentes, podemos usar gazes, dedeiras ou luvas especiais para limpar os primeiros dentinhos e massagear as gengivas. Esta “massagem” além de manter os dentes limpos, ajuda a aliviar o desconforto do “nascimento” de novos dentinhos.

Conforme a criança vai crescendo, e os dentes de trás aparecem, é importante usar uma escova, pois estes dentes tem sulcos, que não ficam devidamente limpos de outra forma. Existem escovas com cabeças pequenas, próprias para crianças! Porem uma boa referência é verificar se a escova cabe de maneira confortável entre os dentes do “fundo” (molares) e a bochecha.

Vale lembrar que, as cerdas precisam ser macias e arredondadas porque elas limpam perfeitamente os dentes e não machucam a gengiva. Além disso, o cabo precisa ser confortável para que a criança consiga segurar. Cabos com borracha costumam ajudar bastante, porque a escova não escorrega na mão da criança.

 

Qual a importância de a criança escovar a língua? Como ensinar?

Limpar a língua é tão importante quanto limpar os dentes! Isso porque quase 50% das bactérias da sua boca estão na sua língua! Se a língua não estiver limpa, as bactérias acabam se transferindo para os dentes! Além disso, 90% das causas de mau hálito vem de uma língua suja!

Para limpar a língua das crianças até 1 ano de idade, podemos usar uma gaze umedecida com água. A maneira mais fácil, é pegar a criança no colo, enrolar o dedo indicador com a gaze e apoiar no lábio inferior até a criança abrir a boca. Com a boca aberta, esfregue delicadamente a língua em movimentos circulares para remover partículas de comida e bactérias. É importante não pressionar a língua para baixo nem entrar muito no fundo, porque a criança pode ter ânsia.

Nas crianças maiores podemos utilizar a própria escova, sem pasta, gentilmente para não machucar. É importante combinar dela esticar a língua para fora o máximo possível, desta maneira é mais difícil ela ter ânsia! Com o tempo, a própria criança vai adquirindo confiança e fazendo a limpeza sozinha! Uma dica é fazer junto com a criança para ela querer “copiar”!

 

Uma criança pode usar enxaguante bucal?

Geralmente crianças pequenas não devem usar enxaguante bucal porque eles são menos capazes de evitar engolir o produto!

Entre 6 e 12 anos, as crianças podem começar a usar enxaguante bucal, mas sempre com a supervisão de um adulto! Porém é importante escolher um produto que não contenha álcool na composição.

Vale lembrar que o bochecho com flúor não substitui uma boa escovação para preservar a saúde dos dentes e gengivas!!!

Foto: Livre

 

Fio dental é indicado para os pequenos? Qual idade e como inseri-lo na rotina?

O fio dental é indicando para limpar entre os dentes. Por isso as crianças precisam utilizar o fio dental assim que tiverem dois dentes se tocando.

A placa que se acumula entre os dentes, além de causar cáries, pode formar tártaro e mau hálito. É importante explicar para os pequenos que apenas escovar a parte de fora e de dentro dos dentes não deixa a boca limpa!

No início, os pais devem passar o fio dental para as crianças até que eles sejam capazes de fazê-lo sozinhos, normalmente entre 6 e 7 anos de idade.

Inicialmente as crianças tem dificuldade de usar o fio dental tradicional, por isso, para que fique mais fácil podemos utilizar fios apropriados para criança presos numa pequena haste de plástico. Aos poucos eles podem começar a usar o fio dental tradicional.

Vale lembrar que, ensinar as crianças a passar o fio dental é bem fácil, difícil é fazê-los curtirem!

Para isso, é bacana tentar algumas estratégias como:

- Fazer junto com a criança! Crianças adoram imitar os pais, desta maneira eles podem ficar mais animados!

- Comprar o fio dental junto, assim ele pode escolher e tornar a atividade mais interessante! Existem fios dentais infantis com vários personagens!!!

- Você também pode considerar um calendário de prémios com adesivos e pequenas surpresas!!!

 

Sempre que uma criança reclama de dor de dente é sintoma de cárie?

Quando uma criança sente dor de dente, as vezes é difícil determinar exatamente a causa.

A primeira coisa a fazer é tentar ter certeza de que é realmente dor de dente, o que pode ser bem difícil dependendo da idade da criança e suas habilidades de comunicação.

Várias podem ser as causas da dor como: aftas, gengivas inflamadas, uma mordida na língua, alimentos presos entre os dentes ou até mesmo a tão temida cárie. É importante olhar com cuidado e tentar identificar a causa. Caso a dor seja por alimentos presos entre os dentes basta remover com o fio dental.

Vale lembrar que a dor também pode ser causada pelo nascimento de novos dentes. Caso não seja possível identificar a causa, é importante levar ao dentista o quanto antes!

 

Um trauma pode render dente manchado para criança. É possível realizar clareamento dental nela?

Traumas dentais infelizmente são uma realidade entre os pequenos, especialmente em crianças que ainda não desenvolveram bem sua coordenação motora. Muitas vezes as lesões são superficiais e cicatrizam rapidamente. Entretanto, outras vezes, as lesões podem ser mais severas e podem afetar a dentição da criança por anos. Por isso é importante estar preparado e saber quando o trauma foi sério!

A lesão mais comum é a fratura, quando um pedaço do dente se quebra. Algumas fraturas não são graves e afetam apenas a parte mais superficial do dente (esmalte). Se a criança é bem pequena e a fratura não for extensa, o dentista talvez opte por aguardar 1 ou 2 anos até que a criança consiga ficar quietinha durante a consulta para restaurar o dente. No caso de fraturas maiores, os dentes precisam ser restaurados logo para evitar sensibilidade e contaminação.

Algumas vezes em traumas mais sérios, o dente fica “amolecido”, e nestes casos a criança pode apresentar sangramento ao redor da gengiva, inchaço e dor, além de dificuldade para mastigar. O exame feito pelo dentista é importante para determinar as possíveis consequências.

Qualquer um desses casos pode levar a problemas mais sérios e os pais podem vir a ficar preocupados ao observarem o dente alterar sua cor, o que é bem comum após traumas. Esta alteração de cor se comporta como um hematoma, e às vezes desaparece, porém em alguns casos o dente fica com a cor ligeiramente alterada. Nos dentes de leite esta alteração pode não ser tão preocupante, mas é importante saber identificar sinais de complicação.

Em todos os casos é importante o acompanhamento de um dentista e caso o dente fique escurecido não é recomendado que ele seja clareado. Os produtos de clareamento não são indicados para dentes de leite! Felizmente é uma fase passageira, e logo logo os dentes permanentes estarão chegando!!!

 

______________________________________________________________________________________________________________

Fernanda Pires Vaz Döring

Especialista em Dentistica e ortodontia

Instagram: @clinicavaz

 

 

 

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade