Xô bafinho! Veja causas e tratamentos do mau hálito infantil

Se já é difícil para um adulto enfrentar os problemas decorridos da halitose, para uma criança a situação é ainda mais delicada

16 nov 2020
16h00
  • separator
Foto: Pexels

O mau hálito, também conhecido como halitose, não escolhe idade. Quando há predisposição, ela pode se manifestar como um sinal de alerta de que algo no organismo está em desordem. Nas crianças, é comum devido a problemas respiratórios, já que a mordida dos pequenos ainda não está formada.

Se já é difícil para um adulto enfrentar os problemas decorrentes da halitose, para uma criança a situação pode ser ainda pior, uma vez que o mau hálito pode atrapalhar o relacionamento dela com os amiguinhos. Em um estudo feito pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 63% das crianças, entre três e 14 anos, tinham problemas com mau hálito.

Caso o seu pequeno esteja sofrendo com o temido bafinho, é importante buscar ajuda profissional. Como dificilmente a causa do mau hálito é gástrica – em quase 90% dos casos a origem é bucal – o primeiro passo é procurar um dentista. Se a saúde oral está bem e a halitose persistir, o recomendado é consultar um especialista em halitose.

Causas

Cáries, problemas gengivais, aparelho ortodôntico que dificulta a higiene, baixa salivação (xerostomia) estão entre as causas mais comuns da halitose. Esta última pode ser causada por maus hábitos, como muito tempo de jejum ou pouca ingestão de água.

Além disso, inflamações nas vias respiratórias, como sinusite, amigdalite, rinite ou adenoide, também fazem com que a criança respire pela boca, o que causa uma diminuição da saliva.

A halitose também pode ser proveniente das amídalas. Alguns tipos de amídalas têm cavidades que retêm alimentos, o que provoca a proliferação de bactérias e, posteriormente, o mau hálito.

Como evitar?

Vale lembrar que os bons hábitos começam desde cedo. Os pais devem estimular a higiene oral desde a fase em que a criança não tem dentes. Quando o primeiro dentinho nascer, já é momento de usar a escova.

Na fase que vai até os cinco anos, a criança tende a imitar os pais, por isso é importante que ambos sejam um bom exemplo para o pequeno.

Também é muito importante lembrar-se de limpar a língua. É nela que ficam as papilas gustativas – responsáveis por sentirem o gosto do alimento. Os espaços entre as papilas podem acumular restos de comida que, se não forem removidos, fermentam e provocam o bafinho indesejado.

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
publicidade