0

Startup de logística Equilibrium recebe R$ 1 mi de aporte da Invisto

Focada no transporte de mercadorias, a Equilibrium já faz planos com o investimento recebido na última semana

5 ago 2020
05h10
atualizado às 12h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Equilibrium, empresa de gerenciamento de logística de mercadorias, anunciou na última semana que recebeu um aporte de R$ 1 milhão liderado pela Invisto, uma das maiores investidoras da região Sul do País. Com menos de dois anos no mercado, a startup já prepara os próximos passos para aumentar o crescimento do negócio.

Com o aporte, a Equilibrium planeja investir em crescimento de operações de produto e de marca. Segundo Marcos Arante, presidente da Equilibrium, o dinheiro será utilizado para aumentar a qualidade do serviço e torná-lo mais visível no mercado. A empresa opera, hoje, com pouco menos de 10 clientes.

"A gente identificou detalhes que precisam ser colocados nesse mercado de forma sincronizada. Quando a gente viu que chegaram novos clientes e a gente tinha funcionalidades que faziam a diferença para eles, decidimos acelerar o processo. Vamos melhorar produto, e evoluir a plataforma para nos posicionar melhor no ambiente comercial e conquistar mais clientes", afirma Arante, em entrevista ao Estadão.

A empresa, criada em 2018 e que tem Arante como um dos fundadores, oferece serviços para facilitar a logística de entrega de empresas, como um intermediário entre as fornecedoras e as transportadoras de produtos. Presente em todo o Brasil, o sistema da Equilibrium permite que a startup faça contato com transportadoras em diferentes estados, gerenciando a etapa entre empresas e serviços de transporte.

Com a crise causada pelo coronavírus, a demanda no setor como um todo aumentou, representando uma alta no serviço de transportes da empresa, tanto nas entregas urbanas quanto de longa distância. Só em 2020, a empresa já informou um crescimento de 300%.

"O mercado de logística é gigantesco. A gente vai conseguir avançar em alguns segmentos, como o de varejo, mas acreditamos que ainda existem outros segmentos que tem um déficit tecnológico muito grande, como agronegócio e fornecedores diretos. A tecnologia vai fazer a diferença para esses setores e estamos vendo como um mercado promissor", aponta Arante.

Esse foi um dos motivos que atraiu os olhares da Invisto, que mesmo com a crise resolveu aportar na startup que participa do programa de inovação aberta LinkLab, da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE). Para Marcelo Amorim, investidor e sócio da Invisto, a oportunidade de apostar em uma startup da área que tende a crescer ainda mais foi crucial para investir no negócio mesmo durante a pandemia.

"O setor de logística ainda tem muitos problemas para resolver. Se essas variáveis estão aí, temos oportunidade de fazer um projeto com pessoas que são competentes e em uma área que, seguramente, vai ter uma explosão nos próximos anos. Fizemos uma avaliação do projeto e decidimos investir", afirmou Amorim.

Além da expansão na marca, a Equilibrium está, também, expandindo sua equipe coorporativa. Atualmente, a startup, com sede na ACATE, em Florianópolis, tem três vagas abertas para as áreas de operações, desenvolvimento e comercial.

Veja também:

Apple Event: 3 detalhes que merecem destaque
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade