1 evento ao vivo

Obama obtém votos necessários no Colégio Eleitoral para reeleição

7 nov 2012
00h22
  • separator

O presidente norte-americano, o democrata Barack Obama, obteve nesta quarta-feira os votos suficientes no Colégio Eleitoral para ser reeleito, projetaram emissoras de televisão dos Estados Unidos, derrotando o seu rival republicano Mitt Romney.

Norte-americanos comemoram na Times Square, em Nova York, após a projeção de que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi reeleito para um novo mandato, na noite de terça-feira. 06/11/2012
Norte-americanos comemoram na Times Square, em Nova York, após a projeção de que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi reeleito para um novo mandato, na noite de terça-feira. 06/11/2012
Foto: Carlo Allegri / Reuters

A soma dos votos no Colégio Eleitoral dos Estados que já tiveram ao menos duas emissoras projetando vitórias de Obama é de 303, contra 206 votos nos Estados em que ao menos duas redes de televisão apontaram vitória de Romney.

São necessários 270 votos no Colégio Eleitoral para chegar à Casa Branca. Obama venceu em 25 Estados norte-americanos mais a capital federal, enquanto Romney ganhou em 24.

As redes de TV projetaram Obama como vencedor em Califórnia, Colorado, Connecticut, Delaware, Distrito de Columbia (onde fica Washington, a capital), Havaí, Illinois, Iowa, Maryland, Maine, Massachusetts, Minnesota, Nova Jersey, Michigan, New Hampshire, Novo México, Nova York, Nevada, Ohio, Oregon, Pensilvânia, Rhode Island, Vermont, Virginia, Estado de Washington e Wisconsin.

Já Romney venceu em Alaska, Arizona, Arkansas, Alabama, Georgia, Idaho, Indiana, Kansas, Kentucky, Louisiana, Mississippi, Missouri, Montana, Nebraska, Dakotas do Norte e Sul, Carolinas do Norte e Sul, Oklahoma, Tennessee, Texas, Utah, Virgínia Ocidental e Wyoming.

A Flórida, que tem 29 votos no Colégio Eleitoral, é até o momento o único Estado a não ter ao menos duas emissoras projetando um vencedor.

Obama obteve conquistas em seu primeiro mandato, incluindo o resgate da indústria automobilística e a morte do líder dos ataques de 11 de Setembro de 2001, Osama bin Laden, em uma missão militar norte-americana que o ajudaram a conquistar mais quatro anos na Casa Branca.

Sua vitória garante a continuidade da implementação de suas reformas no sistema de saúde e financeiro e pode gerar impostos mais altos para os mais ricos num esforço para reduzir o déficit orçamentário do país.

(Reportagem de Mark Felsenthal)

Veja também:

Máscaras: que nível de proteção oferecem contra a transmissão do Covid-19?
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade