PUBLICIDADE

Mundo

Turista morre após cair de beira de vulcão com mais de 70m de altura na Indonésia

De acordo com autoridades locais, mulher estava posando para foto quando caiu

22 abr 2024 - 22h31
(atualizado às 23h03)
Compartilhar
Exibir comentários
Vista aérea da cratera do vulcão Kawah Ijen em Java Oriental, Indonésia
Vista aérea da cratera do vulcão Kawah Ijen em Java Oriental, Indonésia
Foto: Reprodução/Getty Images

Uma mulher chinesa morreu após cair da beira de um vulcão na Indonésia. De acordo com a mídia internacional, a vítima, chamada Huang Lihong, de 31 anos, estava posando para uma foto quando pisou no tecido de sua roupa. Ela caiu de uma altura de 75 metros e morreu com o impacto da queda. O caso foi registrado como acidente. 

O caso aconteceu na última sexta-feira, 20, em Banyuwangi, Indonésia. Ela e o marido, Zhang Yong, estavam na província de Java em uma visita guiada ao “Ijen”, conhecido na região como “Fogo Azul”. Segundo o jornal britânico The Independent, ela e o marido teriam escalado até a beira do vulcão para observarem o nascer do sol. 

Às autoridades, o guia que acompanhava o grupo disse que, no início, ela teria mantido uma distância segura da beira do penhasco de dois ou três metros. Porém, Huang teria começado a andar para trás para tirar fotos mais perto de uma árvore e acidentalmente pisou nas suas roupas, que eram longas, e caiu. 

Huang Lihong, de 31 anos
Huang Lihong, de 31 anos
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O guia ressaltou que alertou o casal sobre os pontos perigosos. Segundo informações da mídia local, a equipe de resgate levou mais de duas horas para recuperar seu corpo. Huang será transportada para Bali e depois colocada em um avião de volta para a China. 

De acordo com informações divulgadas pelo Daily Mail, o chefe do Departamento de Conservação da região de Banyuwangi disse que o caso foi um acidente e que os turistas devem continuar visitando o Monte Ijen, mas sempre visando a segurança. 

O vulcão, que é ativo, faz parte de um grupo de vulcões que faz fronteira entre Banyuwangi e Bondowoso. Eles são conhecidos pelo seu fogo azul, gerado por gás sulfúrico que emana da cratera. No país, há cerca de 130 vulcões ativos. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade