2 eventos ao vivo

#Verificamos: Livro de Haddad não defende incesto

Circulam na internet afirmações de que o candidato teria defendido relações sexuais entre pais e filhos

27 out 2018
12h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Cristina Tardáguila

Circulam no Facebook imagens com a acusação de que o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, teria escrito um livro defendendo a "relação sexual entre pais e filhos". Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Foto: Agência Lupa

"Candidato do PT escreve livro que defende a relação sexual entre pais e filhos"
Imagem publicada no Facebook (aqui, aqui e aqui) e que já tinha mais de 400 compartilhamentos até as 11h30 do dia 27 de outubro de 2018

Falso

O livro "Em defesa do socialismo", de Fernando Haddad, foi lançado em 1998 pela editora Vozes. Diferentemente do que circula nas redes, a obra não tem citações sobre incesto nem defende que o "tabu do incesto" precise ser derrubado para implantar o socialismo.

O filósofo e escritor Olavo de Carvalho publicou texto sobre esse assunto em outubro de 2018, mas depois que ele começou a se tornar viral, apagou o post de sua rede social. Em seguida, voltou a publicar - desta vez, reconhecendo que o trecho não existia no livro de Haddad.

Carvalho escreveu: "Em sentido literal e material, não é exato o que escrevi às pressas num post que logo em seguida retirei de circulação, segundo o qual o Haddad 'defende' ou 'prega' a prática do incesto. Ele apenas subscreve integralmente o programa da 'sociedade erótica' pregado pela Escola de Frankfurt". Veja todo o post aqui.

Haddad chegou a acionar o TSE pedindo a retirada desses conteúdos do ar, mas a liminar foi negada.

Checagens semelhantes foram feitas por Fato ou Fake, Comprova, e-Farsas, Boatos.org e Aos Fatos.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Veja também

 

Agência Lupa
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade