0

Aluno contou à tia que "ouviu por volta de 15 tiros"

Maria de Fátima contou ao Terra que Lucas estava em uma roda com oito ou dez colegas quando ouviu os tiros, saiu correndo e pulou o muro

13 mar 2019
14h00
atualizado às 14h04
  • separator
  • comentários

Maria de Fátima Santos Pedreira, tia de um dos alunos da Escola Estadual Raul Brasil, palco do tiroteio em Suzano nesta quarta-feira (13), contou ao Terra que Lucas estava em uma roda com oito ou dez colegas quando ouviu os tiros, saiu correndo e pulou o muro. "Ouviu por volta de 15 tiros", disse Maria de Fátima. Ele está bem. 

O sobrinho mora com ela há dois anos, depois que os pais voltaram para a Bahia. Lucas, além de cursar o Ensino Médio, também treina em um clube na cidade e tem o sonho de ser jogador de futebol. Maria de Fátima disse que os pais estão muito preocupados e pensando em levá-lo de volta. 

SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: Suamy Beydoun / Agif/Estadão Conteúdo

O tiroteio na Escola Estadual Raul Brasil, no Jardim Imperador, deixou ao menos dez mortos: 7 crianças, 1 funcionário e os 2 atiradores, que teriam se suicidado. Há ao menos 10 pessoas feridas, levadas para três hospitais da cidade. 

Os dois atiradores que abriram fogo na escola, segundo o comandante da PM, coronel Marcelo Vieira Salles,  usaram um revólver calibre 38 e também portavam uma besta - espécie de arco e flecha aprimorado. Salles disse que se trata de uma arma medieval. "Em 34 anos de serviço, nunca vi nada parecido".

 

Fonte: Equipe portal

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade