1 evento ao vivo

Eurico critica decisão sobre eleição no Vasco e garante que vai recorrer

16 nov 2017
23h06
atualizado às 23h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Após receber a notícia de que a juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves determinou que a urna 7 da eleição do Vasco fosse suspensa, o presidente Eurico Miranda convocou entrevista coletiva para falar sobre a decisão, que a princípio o tirou da presidência do clube, colocando Julio Brant como vencedor da eleição.

O mandatário criticou que o parecer tenha sido dado rapidamente, sendo que há muitos documentos para serem analisados. Eurico garantiu que vai recorrer da decisão.

"Queria colocar uma posição do Vasco. Quero dizer que confio na Justiça, tenho convicção de que a verdade prevalecerá. Quero fazer considerações. Sem entrar no mérito, mostrar que o Vasco está tendo inúmeros prejuízos com essa situação. Está levando a administração a ter problemas. Causa estranheza que eu cumpra aquilo que foi determinado, envie à Justiça com mais de 2 mil documentos, e no primeiro expediente, às 11 horas, já tem uma decisão sem analisar os documentos. Evidentemente que vamos recorrer", disse.

Eurico Miranda ressaltou que vai seguir com o planejamento, pelo menos até o final do seu mandato, em janeiro. "Quero tranquilizar o corpo de funcionários, os credores do Vasco. Difícil que isso não afete o futebol, a luta pela Libertadores. Com decisão ou sem decisão, a administração permanece e tem a responsabilidade de gerir até a primeira quinzena de janeiro", enfatizou.

Com a decisão da juíza, a urna 7 não teve seu votos computados. Assim, Eurico Miranda ficou atrás de Julio Brant, que passou a ser considerado vencedor da eleição cruzmaltina. Como o atual presidente já adiantou que vai recorrer, a tendência é de que uma decisão definitiva fique para as próximas semanas.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade