PUBLICIDADE
Logo do Vasco

Vasco

Favoritar Time

Reforma de São Januário ganha data da primeira audiência pública

Eduardo Paes garantiu que projeto de lei do potencial construtivo de São Januário seria deliberado e prévia de data da 1ª audiência é marcada

22 abr 2024 - 11h43
(atualizado às 11h46)
Compartilhar
Exibir comentários
-
-
Foto: Divulgação - Legenda: Projeto de reforma de São Januário terá sua primeira audiência pública / Jogada10

O prefeito Eduardo Paes havia garantido que o projeto de lei do potencial construtivo para a reforma de São Januário seria deliberado entre 30 a 45 dias na Câmara dos Vereadores. Apesar do mandatário ter afirmado, ao lado de Pedrinho, presidente do Vasco e do vereador Alexandre Isquierdo, que tudo está pronto para que o projeto seja votado, o processo ainda não tramitou depois de 47 dias. A informação é do portal "ge".

Em uma reunião com o mandatário cruz-maltino e vereadores, a prefeitura definiu que o Colégio de Líderes da Câmara marcaria as datas das duas audiências públicas - uma na Barra da Tijuca, zona receptora do potencial construtivo, e outra no Centro da Cidade - e da entrega do parecer em conjunto das comissões. 

Dessa forma, a primeira audiência pública deve acontecer no dia 2 de maio, em uma quinta-feira, na Câmara dos Vereadores.  A tendência, portanto, é que haja uma terceira audiência pública, provavelmente dentro de São Januário.

Cabe destacar que as audiências públicas, assim como a entrega do parecer em conjunto das comissões, são necessários para o andamento do projeto na Câmara.

Câmara pode sugerir emendas

Eduardo Paes escolheu, na Câmara, o presidente Carlos Caiado e o vereador Alexandre Isquierdo para "pilotarem o projeto". O último aparece no vídeo ao lado do prefeito.

Durante este período, Pedrinho articulou os assuntos sobre a reforma. Ele uniu um grupo de arquitetos ao grupo de Sérgio Dias, autor do projeto original da reforma, apresentado à prefeitura.

Apesar do projeto original estar em andamento, apenas aguardando o parecer e as audiências públicas, ainda há espaço para alterações previstas, uma vez que ele não está "100% fechado". No processo de votação, os vereadores podem sugerir emendas parlamentares ao projeto, que se aprovadas, seguirão para sanção ou veto do Prefeito.

A capacidade seria para aproximadamente 48 mil torcedores. No entanto, o Vasco pode fazer ajustes no projeto, caso queira. Por fim, o clube precisa respeitar algumas limitações.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade