0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Cristiano Ronaldo é só multado por gesto obsceno e defenderá a Juve em mata-mata

Português imitou Diego Simeone na comemoração da classificação às quartas da Liga dos Campeões

21 mar 2019
13h38
atualizado às 13h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Conforme já era esperado que ocorresse, Cristiano Ronaldo foi apenas multado pela Uefa pelo gesto obsceno que protagonizou na comemoração de um dos seus três gols na vitória da Juventus por 3 a 0 sobre o Atlético de Madrid, no último dia 12, em Turim, pelo confronto de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões.

A entidade anunciou nesta quinta-feira que aplicou uma multa de 20 mil euros (cerca de R$ 86 mil) ao astro português, que escapou de levar uma suspensão e assim está livre para enfrentar o Ajax no mata-mata das quartas de final da competição continental.

A Uefa informou que o seu painel disciplinar considerou o atacante culpado de "conduta imprópria" durante o duelo com o Atlético de Madrid. Naquele jogo, ele foi o grande herói da equipe italiana, que conseguiu reverter uma derrota por 2 a 0 sofrida na Espanha na partida de ida das oitavas de final.

Naquela ocasião, ao marcar um dos seus três gols, Cristiano Ronaldo exibiu a sua comemoração habitual, dando um pulo e usando os braços para lembrar que estava ali para ser decisivo mais uma vez. Porém, ele também protagonizou um gesto obsceno levando as mãos à região próxima do seu órgão genital.

E a punição com apenas uma multa nesta quinta-feira já era esperada também pelo fato de que Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid, havia sido sancionado da mesma maneira após também fazer um gesto obsceno ao comemorar um dos gols do seu time no duelo de ida com a Juventus. Antes de ser punido, o argentino reconheceu o exagero ao festejar e se desculpou.

O confronto de ida das quartas de final entre Juventus e Ajax será em 10 de abril, em Amsterdã, na Holanda, enquanto a partida de volta ocorrerá seis dias depois, em Turim.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade