PUBLICIDADE

Em novo trecho de entrevista, Piquet é homofóbico ao falar de Hamilton

A entrevista-bomba de Nelson Piquet teve mais um trecho lamentável além do que o mundo viu. Desta vez, com declaração também homofóbica

30 jun 2022 - 22h30
(atualizado em 1/7/2022 às 11h30)
Ver comentários
Nelson Piquet falou mais barbaridades direcionadas a Lewis Hamilton
Nelson Piquet falou mais barbaridades direcionadas a Lewis Hamilton
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

O mundo inteiro viu o trecho da entrevista-bomba dada por Nelson Piquet em novembro do ano passado onde trata Lewis Hamilton por um termo pejorativo de cunho racista. Mas não foi só isso. Há uma outra parte da entrevista em que Piquet reforça o uso da expressão racista e ainda arremata com uma homofobia explícita.

A entrevista foi concedida em novembro do ano passado a um canal do YouTube chamado 'Motorsports Talks' - que tirou o vídeo do ar e, atualmente, não tem qualquer vídeo publicado. Quando tratou do acidente entre Hamilton e Max Verstappen no GP da Inglaterra do ano passado, usou a expressão racista 'neguinho' para se referir ao piloto. A entrevista viralizou recentemente e chocou toda a comunidade internacional.

Por conta disso, Fórmula 1, FIA e Mercedes expediram comunicados em solidariedade a Hamilton. O próprio heptacampeão se manifestou, bem como Sebastian Vettel, outros pilotos e ex-pilotos e organizações. A Fórmula 1 estuda banir Piquet do paddock para sempre, enquanto o Clube dos Pilotos Britânicos - dono de Silverstone - suspendeu a inscrição do brasileiro. Piquet chegou a se desculpar, mas empurrou a culpa para uma suposta tradução equivocada - claro, em entrevista à imprensa que não fala português.

Acontece que, ainda que o canal tenha tirado a entrevista do ar, o Grande Prêmio encontrou o vídeo completo e checou mais uma barbaridade. Em dado momento após quase duas horas de entrevista, o ex-piloto é questionado sobre a temporada de 1982 e, mais especificamente, sobre o que achava do campeão daquele ano, Keke Rosberg.

Nelson Piquet falou ainda mais barbaridades
Nelson Piquet falou ainda mais barbaridades
Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio / Grande Prêmio

Piquet diz que Keke "era um bosta". Até aí, apesar da grosseria, nada acima dos limites. Mas Nelson resolve comparar com a situação do filho dele, Nico Rosberg, campeão mundial de 2016. É aí que, além de repetir a ofensa racista ainda empreende um gancho homofóbico contra Hamilton.

"O Keke? Era um bosta, não tinha valor nenhum. É que nem o filho dele [Nico]. Ganhou um campeonato… O neguinho devia estar dando mais cu naquela época, aí tava meio ruim", afirmou, em meio às gargalhadas.

 

É o reforço da maneira como Piquet trata Hamilton o tempo inteiro. Embora a grosseria características caiba também a outras figuras, a Hamilton sobra sempre os tipos mais absurdos de uso de linguagem pejorativa.

Importante lembrar que Lewis Hamilton tem mais do dobro dos títulos mundiais de Nelson Piquet e 80 vitórias a mais na carreira na Fórmula 1.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade