PUBLICIDADE

GP da China traz uma preocupação a mais às equipes: os pneus

A última vez que os carros de F1 correram na China as rodas ainda eram de 13 polegadas

19 abr 2024 - 06h30
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Este fim de semana acontece o Grande Prêmio da China, em Xangai, e as equipes e seus engenheiros não sabem o que esperar do asfalto e dos pneus utilizados, destacando-se a incógnita do nível de irregularidade do asfalto, já que as rodas utilizadas são 18 polegadas, diferentes das 13 polegadas da última vez que a F1 correu por lá.
GP da China traz uma preocupação a mais às equipes: os pneus:

Neste fim de semana acontece o Grande Prêmio da China, em Xangai, e as equipes e seus engenheiros não sabem o que esperar do asfalto e nem dos pneus entregues pela Pirelli.

Sem sediar uma corrida desde 2019, e usando as rodas de 18 polegadas pela primeira vez neste circuito, os engenheiros e chefes de equipe não sabem o que esperar do desgaste de pneus. A última vez que os carros de F1 correram na China as rodas ainda eram de 13 polegadas.

O asfalto da pista é outro fator está incomodando a Frederic Vasseur, chefe de equipe da Ferrari. Para ele, a maior incógnita é sim o asfalto, porque o traçado da pista todos conhecem. Nenhuma equipe sabe o nível de irregularidade do asfalto, e essa informação será crucial para o fim de semana.

Segundo Vasseur o que torna a China um pouco complicada é a alocação de pneus e a sessão única de treinos. As equipes precisam escolher um acerto para manter no carro durante todo o fim de semana, tendo como base o único treino na sexta-feira.

Assista ao vídeo com comentário de Charley Gima.

(*) Charley Gima é jornalista, produtor musical e criador do canal Fórmula FuteRock.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade