PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Saiba o que fazer se for queimado por uma água-viva na praia

O Verão 2024 teve aumento significativo no registro de águas-vivas; o animal libera substâncias que causam queimaduras em contato com a pele

26 jan 2024 - 17h03
(atualizado em 29/1/2024 às 11h46)
Compartilhar
Exibir comentários

O Verão 2024 está sendo marcado pelo aumento significativo no registro de águas-vivas nas praias gaúchas, em comparação com outras temporadas, o que acende um alerta aos banhistas, tendo em vista o risco de queimaduras que estes animais causam.

Foto: Freepik / Porto Alegre 24 horas

Em contato com a pele, o animal libera substâncias que provocam queimaduras. Se isso ocorrer, a dica é usar o já conhecido vinagre. A dermatologista e diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia - Secção RS (SBD-RS), Cintia Cristina Pessin, explica que as compressas de vinagre ou água do mar gelada ajudam a inativar os nematocistos (pequenos tentáculos que contêm células urticantes) das águas vivas.

"Compressas ou packs de água do mar gelada ou vinagre têm efeito analgésico nesses casos e devem ser aplicadas na área lesada imediatamente, ainda na praia, como rotina de primeiros socorros", explica.

A recomendação é usar a água do próprio mar sempre para aliviar a ardência e não a água doce eventualmente trazida de casa.

"A água doce ativa os nematocistos (mecanismos de defesa das águas vivas) em contato com a pele por osmose, piorando a dor e a queimadura, por isso nunca deve ser utilizada. Outras medidas como aplicação de álcool, urina ou refrigerante tipo cola nas áreas lesionadas também devem ser evitadas", acrescenta.

A médica acrescenta ainda que analgésicos podem ser utilizados para alívio da dor que ainda persiste após as medidas de tratamento locais. Dor intensa ou persistente é um sinal de alerta para buscar atendimento médico de urgência.

Águas-vivas proliferam em praias do RS e bombeiros instalam alertas Águas-vivas proliferam em praias do RS e bombeiros instalam alertas

Em crianças há algum procedimento diferente do que é indicado para os adultos?

As crianças têm a pele mais sensível e delicada do que os adultos, além de uma área de superfície corporal proporcionalmente maior, o que predispõe à maior gravidade das lesões de pele causadas por animais aquáticos como águas vivas e caravelas. Sendo assim, se a área lesada for extensa ou houver formação de bolhas, presença de dor intensa persistente ou falta de ar, é necessário procurar atendimento médico imediatamente.

Fonte: SBD

Redação e coordenação: Marcelo Matusiak

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade