PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Cardiologista ensina como evitar episódios cardiovasculares durante o calor

As altas temperaturas impactam diretamente a saúde do coração e de todo o sistema cardiovascular. Veja como se proteger no calor

27 jan 2024 - 15h02
(atualizado em 29/1/2024 às 15h38)
Compartilhar
Exibir comentários

O aumento da temperatura no verão pode levar a uma série de alterações fisiológicas que têm um impacto direto na saúde cardiovascular. Em primeiro lugar, o calor excessivo pode aumentar a frequência cardíaca e cursar com queda da pressão arterial. Isso porque o corpo tenta dissipar calor através da dilatação dos vasos sanguíneos.

Cardiologista ensina como evitar episódios cardiovasculares durante o calor
Cardiologista ensina como evitar episódios cardiovasculares durante o calor
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Além disso, a exposição prolongada ao calor intenso pode levar à desidratação, o que pode causar o espessamento do sangue e aumento do risco de formação de coágulos sanguíneos. Esses coágulos podem obstruir o fluxo sanguíneo para o coração, resultando em um ataque cardíaco. Quem explica é a médica Cardiologista Dra. Thalita Merluzzi.

Grupos de risco

Pessoas que fazem parte do grupo de risco são mais propensas a sofrer complicações cardiovasculares durante o verão. "Idosos, pessoas com problemas cardíacos pré-existentes, hipertensão arterial, diabetes ou obesidade, bem como indivíduos que usam certos medicamentos, como diuréticos, são particularmente vulneráveis", alerta a médica.

Sinais de alerta

A cardiologista ressalta ainda que é essencial estar ciente dos sinais de alerta e procurar atendimento médico imediatamente, se necessário. Certos sintomas podem indicar um problema cardiovascular grave e devem ser levados a sério, especialmente durante o calor. São eles:

  • Dor no peito;
  • Falta de ar;
  • Palpitações;
  • Desmaios;
  • Tonturas.

Como prevenir esses episódios durante o calor

Para cuidar adequadamente da saúde cardiovascular durante o calor e evitar os sintomas descritos acima, é importante adotar algumas medidas preventivas. Portanto, Thalita recomenda: 

  • Manter-se hidratado; 
  • Evitar a exposição excessiva ao sol e ao calor, especialmente nas horas mais quentes do dia;
  • No caso de exposição necessária, procurar lugares frescos e com sombra; vestir roupas leves e usar protetor solar;
  • Manter uma dieta equilibrada, rica em frutas, vegetais e alimentos com baixo teor de gordura.

Além disso, a médica indica evitar exercícios físicos extenuantes ao ar livre durante os horários de pico de calor. "Opte por atividades físicas em horários mais frescos ou em locais cobertos e climatizados", aconselha. Manter uma dieta equilibrada, rica em frutas, vegetais e alimentos com baixo teor de gordura, também é benéfica para a saúde cardiovascular.

"É fundamental que as pessoas estejam cientes dos riscos, especialmente aqueles em grupos de risco, e adotem medidas preventivas para proteger a saúde do coração. Consultar um cardiologista regularmente e seguir suas recomendações também é essencial para garantir um verão saudável e seguro", ressalta.

Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade